sicnot

Perfil

Mundo

Câmara oculta mostra animais mortos com choques elétricos em matadouro

Câmara oculta mostra animais mortos com choques elétricos em matadouro

Imagens captadas com câmaras ocultas, durante quatro dias de mês passado, mostram a forma como vacas, porcos, ovelhas e cabras são mortas num matadouro, na Tasmânia.

A denúncia de alegada crueldade foi feita pela Animal Liberation of New South Wales, uma das principais organizações de direitos animais na Austrália que, no entanto, diz desconhecer quem filmou dentro do matadouro.

Nas imagens vêm-se animais a serem agredidos com paus, baleados, várias vezes, com armas de fogo e abertos com facas quando ainda parecem estar vivos.

O proprietário do matadouro, que emprega apenas 3 pessoas, recusa as acusações de maus tratos dos animais.
As autoridades da ilha, que é também um estado australiano, já estão a investigar a denúncia.

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão