sicnot

Perfil

Mundo

Papa pede orações "não para vencer a guerra, mas para vencer a paz"

© Tony Gentile / Reuters

O papa Francisco dedicou este domingo a homilia à força da oração e pediu para se rezar "não para vencer a guerra, mas para vencer a paz", durante a cerimónia de canonização de sete santos realizada em São Pedro, Vaticano.

Francisco proclamou santos, diante dezenas de milhares pessoas, o argentino José Gabriel del Rosario Brochero, conhecido como "padre Gaúcho", o bispo espanhol Manuel González García, José Sánchez del Rio, conhecido como "o menino cristero", dois sacerdotes italianos, Lodovico Pavoni e Alfonso Maria Fusco, e dois religiosos franceses, Salomone Leclercq e Elisabetta Catez.

"Eles alcançaram a meta, adquiriram um coração generoso e fiel, graças à oração: oraram com todas as forças, lutaram e venceram", disse o papa, referindo-se aos novos santos.

"Este é o estilo da vida espiritual que nos pede a Igreja: não para vencer a guerra, mas para vencer a paz", acrescentou.

Explicou, noutra passagem, que "a forma de praticar cristianismo" é estar "firme na oração para permanecer firme na fé e no testemunho".

"E de novo surge uma voz dentro de nós", afirmou.

"Orar não é refugiar-se no mundo ideal, não é a evasão para uma falsa quietude. Pelo contrário, orar é lutar e deixar também que o Espírito Santo ore em nós", sublinhou.

Sobre os santos, Francisco explicou que são "homens e mulheres que entram a fundo no mistério da oração".

O papa destacou que as sete pessoas que hoje foram canonizadas "combateram com a oração a boa batalha da fé e do amor".

Lusa

  • Samaris suspenso por três jogos

    Desporto

    O internacional grego do Benfica Samaris foi castigado com três jogos de suspensão pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, após ter sido instaurado um auto de flagrante delito por parte da Comissão de Instrutores.

    Em atualização

  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.