sicnot

Perfil

Mundo

José Eduardo dos Santos discursa hoje no parlamento sobre o Estado da Nação angolana

O Presidente angolano profere hoje o anual discurso sobre o Estado da Nação durante a sessão solene de abertura da quinta sessão legislativa da III legislatura, no parlamento, com a crise económica e as eleições em cima da mesa.

Trata-se da última sessão legislativa antes das eleições de 2017 e decorrerá pela primeira vez no novo edifício-sede da Assembleia Nacional, inaugurado em novembro de 2015 em Luanda.

De acordo com a Constituição angolana, na sessão de abertura de cada novo ano parlamentar (neste caso 2016-2017), prevê-se que o Presidente da República dirija, na sede da Assembleia Nacional, uma mensagem sobre o Estado da Nação.

Em 2015, uma "indisposição momentânea" impediu José Eduardo dos Santos de se deslocar ao parlamento, tendo o vice-presidente, Manuel Vicente, dirigido em seu lugar a referida mensagem, já então marcada pelos efeitos da crise económica decorrente da quebra nas receitas petrolíferas.

Em 2013, no mesmo discurso, o Presidente angolano afastou a concretização de uma parceria estratégica com Portugal e no ano seguinte a realização, pelo menos antes de 2017, das primeiras eleições autárquicas no país.

Além da crise e do Orçamento para 2017, o quadro eleitoral do país é também tema aguardado no discurso de José Eduardo dos Santos.

Em março deste ano, na abertura da 11.ª reunião ordinária do Comité Central do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), José Eduardo dos Santos anunciou a intenção de abandonar a vida política ativa.

"Em 2012, em eleições gerais, fui eleito Presidente da República e empossado para cumprir um mandato que nos termos da Constituição da República termina em 2017. Assim, eu tomei a decisão de deixar a vida política ativa em 2018", anunciou José Eduardo dos Santos.

Contudo, já em agosto, acabaria por ser reeleito presidente do partido, não sendo ainda conhecido em que moldes será feita a anunciada transição ou se este pode ser o último discurso do Estado da Nação feito por José Eduardo dos Santos.

A cerimónia está agendada para as 11:00 de hoje e o discurso de José Eduardo dos Santos deverá acontecer, segundo o programa oficial, pelas 11.30, depois da intervenção de abertura do presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos.

Lusa

  • Marcelo lembra as consequências da demissão de Vítor Gaspar
    1:06

    Caso CGD

    O Presidente da República reitera que o assunto Caixa Geral de Depósitos está fechado. Em entrevista à TVI, Marcelo Rebelo de Sousa lembrou esta segunda-feira as consequências que a demissão de Vítor Gaspar, ministro das Finanças em 2013, provocou no sistema financeiro para justificar o facto de ter intervindo na polémica com as SMS trocadas entre Mário Centeno e António Domingues.

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne, capital da Austrália. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Pelo menos 18 detidos em protestos no Rio de Janeiro

    Mundo

    Pelo menos 18 pessoas foram esta segunda-feira detidas no Rio de Janeiro, Brasil, depois de confrontos com a polícia durante um protesto contra a privatização da empresa pública de saneamento, que serve o terceiro estado mais povoado do país.

  • O momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado
    1:21

    Mundo

    A investigação ao homicídio do meio-irmão do líder da Coreia do Norte no aeroporto da capital da Malásia está a provocar uma crise diplomática entre os dois países. Esta segunda-feira, um canal de televisão japonês divulgou imagens das câmaras de vigilância do aeroporto que alegadamente captam o momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado.

  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Os ensaios para a maior festa do ano
    1:16

    Mundo

    Em contagem decrescente para o Carnaval, no Rio de Janeiro, já começaram os ensaios para a maior festa do ano. A noite de testes na avenida Marquês de Sapucaí conta com desfiles gratuitos.