sicnot

Perfil

Mundo

Mães a partir dos 40 com mais probabilidade de ter bebés saudáveis se recorrerem à fertilização in vitro

As mulheres com 40 anos ou mais têm maior proabilidade de ter bebés saudáveis se recorrerem à fertilização in vitro (IVF). Esta é a conclusão de uma investigação realizada na Universidade de Adelaide, na Austrália, que estudou 300 mil nascimentos entre 1986 e 2002, no sul do país.

A pesquisa concluiu que as mulheres com 40 anos ou mais que concebiam de modo natural tinham mais do dobro de probabilidade de ter filhos com alguma deficiência do que as mães com a mesma idade que concebiam com recurso a métodos de reprodução assistida.

Os cientistas consideram que a descoberta "notável" pode explicar-se pela estimulação hormonal provocada pela IVF, que pretende reverter o declínio na ovulação que acontece à medida que a mulher envelhece.

© Kacper Pempel / Reuters

"Está a ocorrer algo extraordinário com as mulheres na casa dos 40 que estão a submeter-se à procriação medicamente assistida", considera Michael Davies, responsável pela investigação, em declarações ao The Telegraph.

"Há alguns aspetos do tratamento por IVF, em particular, que podem estar a ajudar as mulheres mais velhas a recuperar vários aspetos da processo maternal, no qual observamos uma fase de transição por volta dos 35 anos, o que aumenta o risco do nascimento de bebés com deficiência".

"Ainda estamos à procura do que realmente acontece, mas pode estar relacionado com a estimulação hormonal que ajuda a reverter o processo de declínio na produção de óvulos, que acontece com a idade", explica Michael Davies.

  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos poucos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.