sicnot

Perfil

Mundo

Oito mortos em confrontos entre gangues dentro de prisão brasileira

Pelo menos oito presos morreram na madrugada de hoje em confrontos entre gangues rivais numa prisão do Estado de Rondônia, no norte do Brasil, um dia depois de um caso semelhante ter provocado 10 mortos noutra região do país.

Os oito presos que morreram na Penitenciária Estadual Ênio dos Santos Pinheiro foram vítimas de um incêndio iniciado após uma briga entre membros de fações rivais.

Dois outros presos foram transferidos para um hospital em Porto Velho, capital de Rondônia, com sintomas de sufocamento por inalação de fumo.

A Polícia Civil de Rondônia informou as mortes foram resultado de uma disputa entre os membros do chamado Comando Vermelho, uma organização criminosa com base principal no Rio de Janeiro, e o Primeiro Comando da Capital (PCC), organização criminosa liderada por prisioneiros em São Paulo.

"O incidente começou na madrugada quando os dois grupos começaram a lutar. Os presos queimaram colchões e outros objetos na frente da cela onde estavam presas as oito vítimas que morreram", disse o diretor da prisão, Jobson Bandeira.

As autoridades brasileiras não descartam que este confronto esteja relacionado com um outro confronto que deixou dez e não 25 mortos - como inicialmente chegou a ser divulgado -, ocorrido domingo por membros das mesmas organizações criminosas, que se diferencia por ter acontecido no Estado de Roraima.

Lusa

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Primeiro-ministro sueco "surpreendido" com as declarações de Trump
    0:53

    Mundo

    O primeiro-ministro sueco ficou surpreendido com as declarações de Donald Trump, que, no fim de semana, se referiu a um suposto ataque terrorista no país escandinavo, relacionado com a imigração. Stefan Löfven fala na responsabilidade de usar os factos correctamente e diz que é preciso verificar a informação que é divulgada.

  • Angelina emociona-se ao falar da separação de Brad Pitt
    1:25
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46