sicnot

Perfil

Mundo

Alemanha promove cimeira sobre a Ucrânia com França e Rússia

Reuters

A chanceler alemã, Angela Merkel, e os presidentes russo, Vladimir Putin, ucraniano, Petro Poroshenko, e francês, François Hollande, vão reunir-se na quarta-feira em Berlim para falar sobre a situação no leste da Ucrânia, informou hoje o Governo alemão.

O porta-voz do executivo alemão, Steffen Seibert, precisa num comunicado que os quatro líderes "acordaram realizar uma cimeira de chefes de Estado e de Governo no denominado Formato de Normandia".

O objetivo desta cimeira, que, por iniciativa da chanceler alemã, terá lugar na tarde de quarta-feira, é "avaliar a implementação dos acordos de Minsk desde o último encontro", celebrado no mesmo formato a 02 de outubro do ano passado em Paris, e "discutir medidas adicionais".

Numa conferência de imprensa de rotina na passada sexta-feira, o porta-voz do Governo alemão sublinhou que Merkel estava, "em princípio, disposta" a convidar, "no devido tempo", Putin para se deslocar a Berlim com o propósito de discutir o conflito ucraniano, por considerar "muito importante" manter as conversações para estabilizar a situação no leste da Ucrânia.

"Isto pode acontecer no momento em que se proporcionarem as condições necessárias e em que se perceba que uma cimeira em Berlim pode gerar resultados concretos", disse Seibert na sexta-feira, sem na altura precisar quando poderia realizar-se a cimeira.

A possibilidade de convocação da cimeira na capital alemã, no denominado Formato Normandia -- com os líderes russo, ucraniano, e com Merkel e Hollande -- começou por ser lançada em Moscovo, onde desde logo se anunciou que seria realizada no dia 19 de outubro, como agora se confirmou.

Esta é a primeira visita de Putin à Alemanha desde o início da crise ucraniana, assim como Angela Merkel nunca mais esteve em solo russo desde a anexação da península da Crimeia pela Rússia.

  • Avião cruza-se com drone a 900 metros de altitude
    2:01
  • Depois do Fogo
    23:30
  • "A culpa morre sozinha?"
    0:41

    Opinião

    Luís Marques Mendes não acredita que o Ministério Público não formule uma acusação de homicídio por negligência e que não haja demissões na sequência do incêndio de Pedrógão Grande. O comentador da SIC debateu o tema este domingo no Jornal da Noite da SIC.

    Luís Marques Mendes

  • Naufrágio na Colômbia registado em vídeo
    2:11
  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.

  • Trump quebra tradição da Casa Branca com 20 anos

    Mundo

    Donald Trump decidiu não fazer um jantar de celebração pelo fim do Ramadão, o mês em que os muçulmanos cumprem jejum entre o nascer e o pôr do sol. O Presidente dos Estados Unidos quebrou a tradição da Casa Branca, pela primeira vez em 20 anos.