sicnot

Perfil

Mundo

Cão abatido a tiro após morder dezenas de pessoas em Barcelona

(Arquivo)

Bullit Marquez

Um cão foi abatido pela polícia com vários tiros, depois de ter mordido a dona e várias pessoas num bairro, em Barcelona. De acordo com as autoridades municipais, o animal, mistura de pastor alemão com pitbull, escapou à dona que o passeava pela rua, sem trela nem ançaime.

A dona ficou ferida ferida com gravidade numa mão, tendo sido transportada para o hospital.

Depois do alerta de vários cidadãos às autoridades, os serviços sanitários, a unidade regional do meio ambiente e várias patrulhas da polícias dirigiram-se ao local para prender o cão com um laço.

Contudo, devido à agressividade do animal, que se dirigia para uma escola, os agentes abateram-no a tiro para evitarem males maiores.

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23
  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • Pedrógão Grande, seis meses depois - documentário Expresso
    0:29
  • Ilhas Selvagens são um tesouro no Atlântico que é preciso preservar
    2:33
  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01