sicnot

Perfil

Mundo

Obama avisa que reconquista de Mossul "será uma batalha difícil"

Pablo Martinez Monsivais

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou esta terça-feira que a ofensiva para reconquistar a cidade de Mossul, o último grande reduto dos jihadistas do Daesh no Iraque, será "uma batalha difícil".

"Mossul será uma batalha difícil. Haverá avanços e recuos", alertou o chefe de Estado norte-americano numa conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro de Itália, Matteo Renzi, nos jardins da Casa Branca, em Washington.

"Estou convencido que o Daesh será derrotado em Mossul e que isso vai marcar um novo passo para a sua destruição total", frisou Obama, acrescentando que o início da ofensiva para libertar Mossul é "um grande passo em frente".

O Presidente norte-americano salientou ainda a necessidade de garantir a segurança dos civis que vivem em Mossul, a segunda principal cidade do Iraque.

"Ainda há talvez um milhão de pessoas que vivem lá", recordou Obama.

"A par de eliminar o Daesh, vamos estar concentrados na segurança e na ajuda humanitária para os civis que escaparam aos combates, será uma prioridade para os dois governos", prosseguiu.

O governo do Iraque anunciou na segunda-feira uma operação militar das forças iraquianas, apoiadas pela coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, para recuperar Mossul (norte), cidade tomada pelos jihadistas em junho de 2014.

A ofensiva envolve cerca de 30.000 homens, a maior operação militar no Iraque desde a retirada das tropas norte-americanas em 2011.

Na quinta-feira está agendado para Paris um encontro sobre o futuro de Mossul por iniciativa do ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Jean-Marc Ayrault, enquanto os 13 ministros da Defesa da coligação internacional, incluindo o norte-americano Ashton Carter, se reúnem na terça-feira seguinte, também na capital francesa, para avaliar os progressos na frente militar.

Com Lusa

  • Sérgio Conceição no radar do FC Porto

    Desporto

    O treinador português e os seus representantes têm marcada para esta sexta-feira uma reunião decisiva com o FC Porto. Sérgio Conceição poderá ser o sucessor de Nuno Espírito Santo no comando técnico dos dragões.

  • Morreu José Manuel Castello-Lopes

    Cultura

    O empresário de cinema morreu esta quinta-feira aos 86 anos. A notícia da morte foi avançada hoje pela Academia Portuguesa de Cinema na sua página de Facebook.

  • Grupo armado mata 28 cristãos no Egito
    1:03
  • PSD quer criar taxa sobre a Uber e Cabify
    1:21

    Economia

    O PSD quer criar uma taxa sobre a Uber e Cabify para regulamentar as plataformas de transporte. A proposta deu entrada esta sexta-feira, no Parlamento, e procura ser uma alternativa ao projeto lei do Governo para o setor.

  • Médico português a caminho de Mossul
    3:01

    País

    Um médico português vai partir para o Iraque, no final do mês, para integrar uma equipa dos Médicos Sem Fronteiras. Gustavo Carona vai para Mossul, uma cidade bastião dos jihadistas, que tem sido palco de uma violenta guerra entre o Daesh e as forças iraquianas.

  • Filho de Eduardo dos Santos gasta 500 mil euros em relógio

    Mundo

    Desta vez não é Isabel dos Santos que dá que falar, mas sim um outro filho do Presidente de Angola. Danilo dos Santos arrematou um relógio por 500 mil euros, num leilão em Cannes. O momento foi partilhado através de um vídeo no Instagram, no qual aparece o ator Will Smith a comentar que o jovem "parece demasiado novo para ter 500 mil euros".

  • O "chega p'ra lá" de Trump
    2:35
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28

    País

    O Presidente da República promete voltar ao Luxemburgo até ao final do ano, se houver mais 10 mil portugueses recenseados até julho. Marcelo Rebelo de Sousa participou esta quinta-feira na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, que todos os anos recebe milhares de emigrantes portugueses.

    Enviados SIC