sicnot

Perfil

Mundo

Os tomates não gostam do frigorífico

Reuters

Colocar o tomate no frigorífico retira-lhe o sabor, pelo que todos os chefes de cozinha recomendam que esta fruta-legume seja mantida cá fora. Os cientistas investigaram as raízes genéticas do problema e descobriram porquê: mantido abaixo de uma determinada temperatura, o tomate deixa de produzir algumas das substâncias que contribuem para o seu sabor.

O frio retira o sabor, quer seja no frigorífico ou noutro local a baixa temperatura. O frio prolongado, explicam os cientistas das universidades da Florida, da China e de Cornell, reduzem a atividade de determinados genes que fabricam os componentes do aroma e sabor.

Com a investigação, publicada na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, os cientistas esperam vir a conseguir criar tomates que não tenham este comportamento quando sujeitos a baixas temperaturas.

Até lá, aconselham, mantenha o tomate fora do frigorífico.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.