sicnot

Perfil

Mundo

Português assassinado durante assalto no Brasil

Globo

Um comerciante português foi morto na segunda-feira durante um assalto em Fortaleza, no Brasil. O cunhado que também estava no estabelecimento acabou por ser baleado no pé.

Nuno António Torres, de 39 anos,

morava há cinco anos no Brasil.

Segundo as autoridades, o crime ocorreu no estabelecimento comercial do sogro do português. Nuno Torres vendia relógios importados e, de acordo com os media brasileiros, tinha combinado um encontro com o possível novo cliente, na loja no Bairro Montese.

As câmaras de vigilância apanharam o momento em que o português apresenta a mercadoria ao casal. Minutos depois, o homem pega numa arma e anuncia o assalto. A vítima reagiu, tentando pegar na arma. Contudo, o homem abriu fogo contra Nuno Torres, que acabou por morrer no local. O cunhado do português ainda tentou ajudar, mas foi baleado no pé.

O casal de assaltantes fugiu com o material roubado até um carro, onde estaria um terceiro cúmplice. Até ao momento, ninguém foi preso.

  • Dez feridos ligeiros em naufrágio de embarcação em Cascais

    País

    Uma embarcação de recreio com 10 pessoas a bordo naufragou ao largo da Parede, na linha de Cascais. Todos os tripulantes foram resgatados pelas autoridades marítimas e bombeiros e apresentam escoriações ligeiras e sinais de hipotermia. O barco foi entretanto retirado da água e a marginal continua cortada ao trânsito.

  • PS apresenta Lei de Bases da Habitação para abrir debate sobre habitação acessível
    1:19

    Economia

    O PS quer avançar com uma Lei de Bases da Habitação. A proposta apresentada esta quinta-feira propõe a requisição de casas devolutas para habitação e apoios concretos para o arrendamento a preços acessíveis. O líder parlamentar do PS, Carlos César, diz que é tempo de abrir um debate sobre a habitação que acredita que pode resultar numa Lei ainda na atual legislatura.

  • A morte anunciada da ETA

    Mundo

    A organização separatista basca ETA vai anunciar a sua dissolução em 05 de maio, durante uma cerimónia marcada para Bayona, no País Basco francês, disseram à agência Efe fontes conhecedoras do processo.