sicnot

Perfil

Mundo

Supremo Tribunal do Panamá ordena transferência de Noriega para hospital

© AP

O ex-ditador Manuel Antonio Noriega, que se encontra preso, vai ser transferido para um hospital para ser operado, informaram na segunda-feira fontes judiciais e os seus advogados. A ordem foi dada pelo Supremo Tribunal de Justiça do Panamá.

A data de transferência de Noriega, de 82 anos, para o Hospital Santo Tomás, na capital, para ser operado a um temor cerebral benigno ainda não foi, contudo, definida, disse o advogado de defesa, Ezra Angel, à agência Efe.

Segundo a decisão judicial, datada de 26 de setembro, Noriega deve permanecer no hospital público "o tempo estritamente necessário em conformidade com o seu estado de saúde e o indicado pelos médicos".

Noriega apresenta um quadro clínico complicado, com doenças próprias da idade, que incluem problemas urológicos e neurológicos derivados de um acidente vascular cerebral, pelo que, de dois em dois meses, é submetido a check ups médicos.

A saúde do antigo ditador é o argumento usado na série de pedidos da defesa para que Noriega deixe a prisão para passar a cumprir em casa a pena a que foi condenado por diversos crimes, incluindo o de homicídio, cometidos durante os anos em que deteve o poder, entre 1983 e 1989.

As autoridades têm, contudo, rejeitado os pedidos para ser colocado em prisão domiciliária.

Manuel Noriega foi deposto durante uma invasão norte-americana, a 20 de novembro de 1989, em que morreram cerca de 500 pessoas.

Depois de se ter rendido, foi levado para os Estados Unidos, onde cumpriu uma pena de 20 anos de prisão por tráfico de droga.

Noriega foi depois extraditado para França, onde esteve preso por lavagem de dinheiro, e, em 2011, para o Panamá, para cumprir três penas de 20 anos de cadeia pelo desaparecimento de dois opositores e pela repressão sangrenta de militares que o tentaram depor.

O antigo militar, que foi colaborador da CIA, ainda tem contra si um caso pela morte do sindicalista Heliodoro Portugal, em 1970, quando era chefe da extinta Guarda Nacional e braço direito do general Omar Torrijos, que iniciou a ditadura militar no Panamá em 1968, a qual terminaria com a deposição de Noriega, em 1989.

Um relatório do Instituto de Medicina Legal revelou, no final de maio, que Noriega não está capacitado para continuar com o julgamento pela morte do sindicalista, devido à deterioração neurológica que sofreu com o tumor cerebral.

Lusa

  • Debate quinzenal no Parlamento: veja em direto e comente

    País

    As políticas de descentralização foram o tema escolhido pelo Governo para o debate quinzenal, mas a situação na Caixa Geral de Depósitos também deve marcar os trabalhos na Assembleia da República. Acompanhe aqui a discussão e participe no Minuto a Minuto SIC/Parlamento Global.

    Direto

  • Prioridades para a CGD: cortar custos e aumentar receitas
    2:16

    Caso CGD

    O principal objetivo do plano estratégico para a Caixa Geral de Depósitos, a que a SIC teve acesso, é cortar custos e aumentar receitas. A grande aposta da nova administração passa por apertar as regras para emprestar dinheiro e, por outro lado, recuperar o crédito que não está a ser pago.

  • Turismo da Madeira investe mais de 3 milhões de euros no programa de festas
    2:22

    País

    A Madeira já vive a época de Natal. O turismo da região investiu mais de 3 milhões de euros no programa de festas de Natal e Fim de Ano para atrair os turistas. Os residentes e também turistas aproveitam para desfrutar do ambiente mágico proporcionado pelas tradicionais iluminações à mistura com as decorações e gastronomia típicas da quadra.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.