sicnot

Perfil

Mundo

WikiLeaks acusa Equador de cortar ligação à Internet de Assange a pedido de John Kerry

© Reuters

A WikiLeaks acusou hoje diretamente o Equador de ter cortado a ligação à Internet de Julian Assange, que está refugiado na embaixada equatoriana em Londres. Vai ainda mais longe garantido que foi o senador John Kerry quem fez o pedido ao Equador, de forma a impedir a publicação de mais documentos sobre Hillary Clinton.

"Estamos aptos a confirmar que o Equador cortou a ligação à Internet de Assange sábado às 17h00 GMT, pouco depois da publicação dos discursos de Hillary Clinton para a Goldman Sachs", publicou hoje a conta do Twitter da WikiLeaks.

Ontem a organização acusava "um Estado" de ser o responsável por esse corte, sem adiantar qual país seria.

Hoje publica vários "posts" em que afirma ainda que o senador John Kerry teve um encontro secreto com o Equador na Colômbia, à margem das negociações de paz com as FARC, a 26 de Setembro, em que fez o pedido para que Assange fosse impedido de publicar mais documentos sobre Clinton.

A WikiLeaks tem estado a divulgar documentos sobre Hillary Clinton e o Comité Democrata Nacional (DNC), em plena campanha para as eleições presidenciais norte-americanas. Os últimos que divulgou dizem respeito a mails do conselheiro de Clinton, John Podesta, e três discursos da senadora pagos pela Goldman Sachs.

A desconfiança sobre quem tem conseguido tais documentos para a WikiLeaks tem recaído sobre piratas informáticos russos, mas a ligação ainda não foi estabelecida.

Julian Assange está exilado na embaixada do Equador em Londres desde 2012 para evitar a extradição para a Suécia, onde é acusado de crimes de natureza sexual. Assange receia ser entregue aos Estados Unidos, que o querem julgar pela revelação de informações confidenciais.

O Wikileaks tem divulgado milhares de documentos, entre os quais arquivos sobre a prisão de Guantánamo, as guerras do Iraque e do Afeganistão e documentos diplomáticos dos Estados Unidos.

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.