sicnot

Perfil

Mundo

Beijo no peito em direto na TV gera contestação em França

Jean-Michel Maire, apresentador da televisão francesa, beijou uma mulher no peito, durante uma transmissão em direto e contra a vontade da jovem bailarina. O momento que está a gerar uma onda de indignação em França aconteceu durante o programa TPMP (Touche pas à mon poste!), apresentado no Canal 8.

Soraya, de 21 anos, estava no programa para participar numa reconstituição do assalto da estrela das redes sociais Kim Kardashian, em Paris. A bailarina não tardou a manifestar a sua revolta como sucedido. "Eu sou um ser humano, não um objeto", disse Soraya à revista L'Express.

Este episódio, que aconteceu a 13 de outubro, é o último de uma série de escândalos que estão a abalar França e a gerar uma vaga de contestação contra a tolerância face à habitual "sedução à francesa", prática abusiva, em especial por parte de homens que ocupam cargos de poder.

Mais de 250 queixas contra Jean-Michel Maire deram entrada no regulador dos media franceses, a exigir que o apresentador seja processado.

Laurence Rossignol, ministra francesa das Famílias, da Infância e dos Direitos das Mulheres, veio também manifestar a sua condenação do ato que considera abusivo e que defende que seja alvo de uma avaliação judicial.

Jean-Michel Maire pediu desculpa pelo ato no Twitter, mas antes terá declarado que "reviu o episódio e que se riu dele". Cyril Hanouna, que dirige o programa, veio em defesa de Maire. "Ele não pensou que fosse assim tão sério", afirmou.

Em vários posts publicados no Twitter sobre o assunto, Jean-Michel Maire é comparado a Donald Trump, o candidato republicano às presidenciais nos EUA.

O episódio do beijo no peito transmitido em direto na televisão está a gerar grande contestação, em especial por parte de grupos de defesa dos direitos das mulheres, tanto mais que outros casos semelhantes têm abalado a sociedade francesa.

Outra personalidade dos media, Jean-Marc Morandini, está a ser investigado pelas autoridades por alegadamente ter exigido a uma menor que praticasse atos sexuais durante um casting, gravado em vídeo. Morandini é também acusado de abuso sexual por quatro homens que participaram num dos seus programas.

  • Assalto a Kim Kardashian inspira disfarce de Halloween

    Mundo

    Um site de venda de disfarces inspirou-se no recente assalto a Kim Kardashian, em Paris, para fazer um modelo original para ser usado no Halloween. Sem nunca referir o nome da celebridade, a relação com o seu assalto na capital francesa não podia ser mais evidente, incluindo a designação que lhe foi dada – Parisiense vítima de assalto.

  • Assaltantes levam anel de noivado de Kim Kardashian no valor de 4 milhões de euros
    1:21

    Mundo

    A estrela das redes sociais e reality shows Kim Kardashian foi assaltada por dois homens que se fizeram passar por polícias em Paris. A socialite esteve amarrada e foi ameaçada com uma arma de fogo dentro do próprio apartamento. Os ladrões levaram uma caixa com joias no valor de 6 milhões de euros. Uma das peças roubadas foi o anel de noivado que Kanye West ofereceu, no valor de quatro milhões de euros.

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.