sicnot

Perfil

Mundo

Líderes da UE querem condenar fortemente a Rússia pelo ataques a Alepo

© Khalil Ashawi / Reuters

Os líderes europeus pretendem "condenar fortemente" a Federação Russa, quando se reunirem, na quinta-feira, pelos seus alegados ataques a civis na cidade síria de Alepo.

Um rascunho da sua declaração final, obtido pela AFP, omite a ameaça de sanções, apesar de tais apelos por parte dos EUA e do Reino Unido, mas intensifica o tom contra a Federação Russa.

"O Conselho Europeu condena fortemente os ataques pelo regime sírio e pelos seus aliados, designadamente a Rússia, a civis em Alepo", segundo o esboço consultado.

No texto também se avisa que "os responsáveis pelas violações da lei humanitária internacional e dos direitos humanos têm de se explicar".

O presidente da União Europeia, Donald Tusk, preveniu para a necessidade de manter a unidade europeia face à Federação Russa, quando se nota um enfraquecimento do apoio às sanções impostas a Moscovo devido ao seu envolvimento no conflito da Ucrânia.

Os líderes europeus devem discutir a estratégia para a Federação Russa ao jantar, durante a cimeira.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.