sicnot

Perfil

Mundo

O stress faz bem à saúde?

© Andrew Burton / Reuters

Um trabalho stressante pode, afinal, ser bom para a saúde. Segundo investigadores norte-americanos, as pessoas com empregos stressantes têm menos um terço de probabilidades de morrer do que aqueles com desempenhos mais tranquilos - mas apenas se houver controlo do ritmo de trabalho.

Os investigadores estudaram milhares de trabalhadores na casa dos 60 anos, desde 2004 e descobriram que, sete anos depois, os que tinham tido controlo e liberdade nos seus empregos tinham 34% menos probabilidade de morrer que os restantes.

A equipa da Kelley School of Business, na Universidade do Indiana, liderada por Erik Gonzalez-Mulé, sublinha no entanto que há uma condição necessária - ter liberdade de tomar decisões.

"Esta descoberta sugere que os empregos setressantes têm claras consequências negativas para a saúde dos funcionários quando acompanhados de pouca liberdade na tomada de decisões, ao passo que estes trabalhos podem ser benéficos para a saúde de quem tem stress acompanhado de liberdade de decisão", explica Gonzalez-Mulé.

"Quando não se tem as ferramentas necessárias para lidar com um emprego stressante, faz-se outras coisas. Pode-se comer mais, fumar, fazer alguma destas coisas para lidar com a situação", diz ainda o cientista.

Em vez de ser algo debilitante, alerta, o stress pode ser energisante.

  • Os (maus) hábitos do português ao volante
    1:31

    País

    Os condutores portugueses estão a usar cada vez mais o carro e cada vez menos os transportes públicos. Um inquérito apresentado esta terça-feira pelo Automóvel Clube de Portugal (ACP) mostra que quase metade admite falar ao telemóvel enquanto conduz e cerca de um quinto já adormeceu ao volante enquanto conduzia.

  • Centeno promete avançar com reformas para a zona euro
    1:45

    Economia

    Mário Centeno liderou esta segunda-feira a primeira reunião do Eurogrupo. O ministro das Finanças português prometeu pôr mãos à obra para reformar a zona euro e, sem se comprometer com datas, deixou a porta entreaberta à entrada da Bulgária na zona euro.

  • "Shutdown" nos EUA chegou ao fim
    1:05