sicnot

Perfil

Mundo

Termina motim de imigrantes em centro de acolhimento em Madrid

© Lusa

Um grupo de 39 imigrantes abandonou esta manhã o telhado do Centro de Internamento de Estrangeiros de Aluche, em Madrid, 12 horas depois do início, segundo a imprensa espanhola.

Os imigrantes permaneceram toda a noite no telhado do edifício pedindo, aos gritos, "liberdade" e "dignidade", enquanto negociavam com a polícia debaixo de uma chuva intensa.

O porta-voz da Polícia Nacional espanhola, citado pela imprensa, explicou que os imigrantes não estavam armados e negou que a revolta se tenha iniciado devido à redução da presença de polícias que teriam sido deslocados para reforçar a segurança em redor do estádio do Real Madrid, onde se verificaram distúrbios na terça-feira à noite.

O motim começou às 22:00 (21:00 em Lisboa) de terça-feira, quando os imigrantes taparam as câmaras de segurança, para não serem controlados, e começaram a partir o mobiliário do Centro de Internamento de Estrangeiros de Aluche, tendo em seguida chegado ao telhado do edifício.

O incidente soma-se a uma série de outras tentativas de fuga de estrangeiros deste tipo de estabelecimentos em Espanha, que alguns consideram ser prisões.

Estes centros de acolhimento foram criados para alojar provisoriamente os estrangeiros de fora da União Europeia que entram em Espanha de forma ilegal.

Lusa

  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27
  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.