sicnot

Perfil

Mundo

Madrid proíbe estacionamento na rua por causa da poluição

© Sergio Perez / Reuters

O município de Madrid proibiu o estacionamento na rua hoje no centro da cidade. O objetivo é reduzir o número de automóveis que entram na capital espanhola, devido aos elevados níveis de concentração de dióxido de azoto verificado nos últimos dias.

Apenas podem estacionar na rua os residentes da área em causa e aqueles que não têm esta autorização podem apenas utilizar os parques de estacionamento fechados.

A autarquia já tinha reduzido desde domingo para 70 km/hora a velocidade em todas as vias rápidas que circundam ou ligam Madrid.

A câmara municipal espera que estas medidas ajudem a reduzir significativamente o número de pessoas que entram em Madrid com automóveis e desta forma os níveis de poluição dentro da cidade.

A medida é tomada depois de dois dias em que os níveis de poluição subiram para valores considerados elevados, sem que haja uma previsão meteorológica favorável.

Esta manhã havia pouco trânsito no centro de Madrid, o que também é explicado pela "ponte" do fim de semana com o feriado do Dia de Todos-os-Santos que se comemora a 1 de novembro.

Com Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.