sicnot

Perfil

Mundo

Gelo do Ártico não está a crescer como devia nesta época do ano

© NASA NASA / Reuters

O crescimento do gelo marinho no Ártico está em queda, anunciou hoje a Agência Espacial Europeia (ESA), que registou um dos volumes mais baixos para esta época do ano, ao nível do assinalado em 2011 e 2012.

Segundo dados recolhidos pelo satélite CryoSat da ESA, encarregado de estudar os gelos polares e a sua evolução para medir os efeitos das alterações climáticas, este mês a capa de gelo do Polo Norte teve menos 10% no seu volume em relação ao que é o habitual.

O Ártico ganha, geralmente, cerca de 161 quilómetros cúbicos de gelo por dia em novembro, mas este ano teve um aumento de 139 quilómetros cúbicos diários, com um volume total de gelo estimado em 10.500 quilómetros cúbicos até ao final do mês, informou a ESA num comunicado.

"Embora o gelo marinho no Ártico central é atualmente mais denso do que em 2011, há muito menos gelo em regiões mais ao sul, como nos mares de Beaufort, da Sibéria Oriental e de Kara", disse a agência.

Estes dados somam-se aos recolhidos pela ESA no ano passado no oceano Antártico, em que o manto de gelo perde 60 quilómetros cúbicos ao ano desde 2009, uma região até então aparentemente imune aos efeitos das alterações climáticas.

O CryoSat, lançado em 2010, está equipado com um altímetro que pode medir com precisão a variação da altura da superfície de gelo, o que permite aos cientistas ver a evolução com um a exatidão sem precedentes.

Os dados recolhidos pelo CryoSat permitiram fazer este mapa detalhado do gelo do Ártico.

Os dados recolhidos pelo CryoSat permitiram fazer este mapa detalhado do gelo do Ártico.

CryoSat ESA

  • Cientistas dizem que rápido degelo do Ártico é sinal de alarme
    1:30

    Mundo

    As temperaturas anormalmente altas e o rápido degelo estão a preocupar os cientistas, que alertam para que as mudanças na região polar poderão ter impactos globais e potencialmente desastrosos. O relatório "Resiliência do Ártico 2016" apresentado esta sexta-feira em Estocolmo, na Suécia, indica que os efeitos do aquecimento do Ártico poderão ser sentidos mesmo no oceano Índico. O investigador do Instituto do Ambiente de Estocolmo, Marcus Carson, avisa que a melhor forma de travar o aquecimento global é deixarmos de queimar combustíveis fósseis.

  • 2016 pode ser o ano mais quente

    Mundo

    É muito provável que 2016 destrone o ano anterior como o mais quente desde que há registo, de acordo com a Agência Mundial Meteorológica das Nações Unidas.

  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • Mais de duas mil pessoas retiradas do fogo junto ao parque Doñana, no Sul de Espanha

    Mundo

    O incêndio florestal começou ainda na noite deste sábado na aldeia de Las Peñuelas de Moguer, na província de Huelva e obrigou à evacuação de várias localidades e à retirada de mais de duas mil pessoas, de vários alojamentos turísticos (incluindo o Parador de Mazagon, dois parques de campismo e um hotel). Foi ainda ativado o plano de emergência da província.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.