sicnot

Perfil

Mundo

Parlamento austríaco aprova expropriação da casa de Hitler

© Reuters

A Comissão do Interior do parlamento da Áustria aprovou esta quarta-feira a expropriação da casa natal do ditador nazi Adolf Hitler na localidade de Braunau am Inn, no estado da Alta Áustria.

A proprietária negou-se durante anos a vender o edifício no centro daquela localidade, próxima da fronteira com a Alemanha.

O Estado austríaco queria a casa há anos para evitar que o local se torne num santuário para nazis.

Os dois partidos da coligação no Governo, o social-democrata SPO e o democrata cristão OVP, votaram a favor da expropriação, juntamente com os ecologistas e os liberais, da oposição.

Depois da expropriação, o Governo pretende lançar um concurso para reestruturar o edifício, para que a casa não seja reconhecida.

Hitler nasceu e viveu nos seus primeiros três anos de vida em Braunau am Inn, uma localidade situada junto à fronteira com a Alemanha.

A proprietária vai ser indemnizada pelo Estado.

A casa, que já foi uma escola, um banco, um instituto técnico e um centro para jovens com necessidade especiais, estava alugada ao Estado por 4.700 euros mensais, para evitar o seu uso de forma indesejada.

Lusa

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23
  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • Pedrógão Grande, seis meses depois - documentário Expresso
    0:29
  • Ilhas Selvagens são um tesouro no Atlântico que é preciso preservar
    2:33
  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01