sicnot

Perfil

Mundo

Trump defende que estudante que feriu 11 pessoas no Ohio "não deveria estar" nos EUA

© Mike Segar / Reuters

O Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou esta quarta-feira, na rede social Twitter, que o estudante, de 18 anos e de origem somali, que feriu 11 pessoas Universidade State Ohio "não deveria estar no país".

Não ficou claro se Donald Trump considerou que houve um fracasso no sistema de triagem ou se estava a dar o caso como exemplo para apoiar a sua proposta de rever as políticas de migração, especialmente para restringir as entradas de refugiados, escreve a agência Associated Press.

Na segunda-feira, um estudante de 18 anos, de origem somali, foi abatido pela polícia depois de ter atropelado várias pessoas e ferido outras com uma faca, na Universidade State Ohio, onde também estudava.

A Ohio State é um das maiores universidades dos Estados Unidos, com cerca de 60.000 alunos no 'campus' principal.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".