sicnot

Perfil

Mundo

Trump defende que estudante que feriu 11 pessoas no Ohio "não deveria estar" nos EUA

© Mike Segar / Reuters

O Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou esta quarta-feira, na rede social Twitter, que o estudante, de 18 anos e de origem somali, que feriu 11 pessoas Universidade State Ohio "não deveria estar no país".

Não ficou claro se Donald Trump considerou que houve um fracasso no sistema de triagem ou se estava a dar o caso como exemplo para apoiar a sua proposta de rever as políticas de migração, especialmente para restringir as entradas de refugiados, escreve a agência Associated Press.

Na segunda-feira, um estudante de 18 anos, de origem somali, foi abatido pela polícia depois de ter atropelado várias pessoas e ferido outras com uma faca, na Universidade State Ohio, onde também estudava.

A Ohio State é um das maiores universidades dos Estados Unidos, com cerca de 60.000 alunos no 'campus' principal.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.