sicnot

Perfil

Mundo

Papa pede que "em nenhuma parte do mundo existam crianças soldados"

© Stefano Rellandini / Reuters

O papa Francisco apelou esta quinta-feira para que "em nenhuma parte do mundo existam crianças soldados", numa mensagem em vídeo divulgada na internet e citada pela agência EFE.

O vídeo insere-se numa iniciativa do papa, que publica todos os meses em língua espanhola uma gravação em que analisa aquilo que entende ser uma preocupação da humanidade.

No vídeo de dezembro, o papa afirma que, "neste mundo, em que se desenvolveram as tecnologias mais sofisticadas, vendem-se armas que terminam nas mãos de crianças soldados".

"Devemos fazer todo o possível para que se respeite a dignidade das crianças e para terminar com esta forma de escravatura. Sejas quem sejas, se estás comovido como eu, peço-te que te juntes a esta intenção, para que em nenhuma parte do mundo existam crianças soldados", disse o papa Francisco.

Em anteriores ocasiões, o papa havia refletido sobre assuntos como a proteção do ambiente, a igualdade entre homens e mulheres, a crise dos refugiados, a exploração laboral e o diálogo inter-religioso para fomentar a paz.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.