sicnot

Perfil

Mundo

Rússia propõe quatro corredores humanitários para Alepo

© Omar Sanadiki / Reuters

A Rússia propôs a criação de quatro corredores humanitários no leste de Alepo, declarou esta quinta-feira um responsável das Nações Unidas, que espera poder retirar os feridos e encaminhar ajuda para a zona sitiada pelas forças do regime sírio.

"A Federação da Rússia anunciou" que os seus enviados "querem sentar-se em Alepo com o nosso pessoal para discutir o modo como podemos utilizar os quatro corredores para retirar as pessoas, nomeadamente (...) pelo menos 400 feridos que precisam de transferência médica imediata", declarou aos jornalistas Jan Egeland, à frente do grupo de trabalho sobre ajuda humanitária na Síria, após uma reunião em Genebra.

Estes corredores podem também servir para encaminhar medicamentos e alimentos, adiantou.

O enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, sublinhou que a instauração de uma "pausa" humanitária continua a ser a prioridade das Nações Unidas.

O modo de funcionamento dos quatro corredores humanitários propostos por Moscovo será discutido hoje, adiantou Egeland, lembrando que eles só poderão funcionar "se todos os atores armados os respeitarem".

Moscovo, aliado do Governo sírio, já noutras ocasiões decretou unilateralmente tréguas e estabeleceu corredores humanitários, mas a ONU nunca os utilizou por falta de garantias de segurança.

Staffan de Mistura alertou hoje que a ofensiva do exército sírio em Alepo nos últimos dias obrigou 30.000 civis a deixarem as suas casas e que o número está a aumentar hora a hora.

Na quarta-feira, o responsável pelas operações humanitárias da ONU, Stephen O'Brien, disse que a parte oriental de Alepo está em risco de se tornar "um gigantesco cemitério" caso os combates continuem e a ajuda humanitária permaneça bloqueada.

As Nações Unidas têm medicamentos e géneros alimentares armazenados para fornecer às cerca de 250.000 pessoas que estão sitiadas na zona leste de Alepo e os camiões da organização internacional estão prontos para entrar.

Lusa

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Várias granadas e munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • Detido antigo diretor regional do BES na Madeira

    Queda do BES

    Foi detido o antigo diretor do Banco Espírito Santo da Madeira, no âmbito do chamado processo ao Universo GES. João Alexandre Silva tinha sido também o representante do BES na Venezuela, onde a instituição portuguesa abriu várias agências em diversas cidades e tinha cerca de 7600 clientes domiciliados.

    Notícia SIC

  • Couves, arroz integral e bróculos biológicos com pesticidas sintéticos
    2:29
  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Mulher mata namorado em brincadeira com arma no Youtube

    Mundo

    Uma mulher do Minnesota, nos EUA, está a ser acusada de disparar mortalmente sobre o namorado quando ambos faziam um vídeo para publicar no Youtube. Monaliza Perez, de 20 anos, foi detida depois de disparar sobre Pedro Ruiz, que segurava um livro junto ao seu peito, confiante que seria o suficiente para parar a bala.

  • Comissão Europeia adota plano contra resistência a antibióticos

    Mundo

    A Comissão Europeia adotou, hoje, um plano para combater a resistência aos antibióticos, uma ameaça que mata anualmente 25 mil pessoas na União Europeia (UE) e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, apresenta ainda regras para um "uso prudente de antibióticos".