sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro-ministro de Israel disponível para receber feridos civis de Alepo

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, disse esta segunda-feira que está a tentar trazer civis feridos da cidade síria de Alepo para receberem tratamento médico em Israel.

PM de Israel disponível para receber feridos civis de Alepo"Pedi ao Ministério dos Negócios Estrangeiros para encontrar forma de aumentar a nossa assistência médica às vítimas civis da tragédia síria, especificamente em Alepo", disse durante a receção de final de ano para a imprensa estrangeira.

O primeiro-ministro israelita disse que Israel está preparado para "acolher mulheres e crianças feridas e também homens, se não forem combatentes".

Israel e a Síria estão formalmente em guerra há décadas, mas após o início da guerra civil síria que os israelitas têm vindo a receber feridos.

Mais de 2.000 sírios foram tratados em hospitais israelitas desde 2013, segundo o exército israelita.

Pelo menos 25 mil pessoas deixaram as zonas controladas pelos rebeles da cidade de Alepo desde que as forças do Governo sírio iniciaram uma operação para controlar a cidade, segundo o Comité Internacional da Cruz Vermelha.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) disse que cerca de 300 pessoas retiradas de Alepo precisavam de tratamento médico, incluindo dezenas de crianças.

Mais de 310.000 pessoas morreram desde o início do conflito na Síria, em 2011, e mais de metade da população foi deslocada da sua zona de residência. O conflito provocou também milhões de refugiados.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19