sicnot

Perfil

Mundo

Médicos sem Fronteiras denunciam condições de vida nos centros para migrantes na Líbia

A organização Médicos sem Fronteiras (MSF) denunciou hoje as "graves condições de vida" nos centros de detenção líbios, exprimindo a "sua oposição à detenção indefinida, arbitrária de migrantes, refugiados e requerentes de asilo".

"As pessoas vivem em condições inumanas, sem higiene, e apenas dispõem, em certas estruturas, de um espaço de meio metro quadrado", assinalou a MSF em comunicado.

"Nos centros de detenção faltam alimentos e as pessoas detidas não têm um acesso simples à água potável ou aos serviços de higiene", sublinha a organização internacional que fornece assistência, através de clínicas móveis, em sete centros para migrantes em Tripoli e na sua região.

A MSF insiste para que as autoridades líbias libertem as mulheres grávidas, as mulheres com recém-nascidos e jovens menores, e ainda as pessoas deficientes ou com graves problemas de saúde.

Cinco anos após a queda de Muammar Kadhafi, a Líbia está mergulhada no caos e o país tornou-se numa encruzilhada da imigração clandestina.

Dezenas de milhares de migrantes atravessam anualmente o Mediterrâneo a partir do oeste da Líbia e em direção a Itália, situada a 300 quilómetros de distância.

Desde abril de 2015 mais de 300.000 migrantes chegaram às costas italianas, e perto de 7.000 morreram ou desapareceram no Mediterrâneo.

Lusa

  • Primeiro-ministro agradece sacrifícios dos portugueses
    0:46

    Economia

    O primeiro-ministro diz que os números do INE em relação ao défice de 2016 são prova de que havia uma alternativa e deixou uma palavra de agradecimento aos portugueses. As declarações de António Costa foram feiras aos jornalistas em Roma, onde se encontra para assinalar no sábado os 60 anos da União Europeia.

  • Jerónimo diz que UE vai continuar a causar constrangimentos a Portugal
    0:35

    Economia

    Esta sexta-feira na inauguração de uma exposição em Almada que denuncia a precariedade dos postos de trabalho, Jerónimo de Sousa falou sobre o défice de 2016. Para o secretário-geral do PCP, apesar do Governo ter ido além do exigido por Bruxelas, a União Europeia vai continuar a impedir Portugal de crescer.

  • Enfermeiros desconvocam greve

    País

    O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) desconvocou esta sexta-feira a greve geral nacional marcada para quinta e sexta-feira da próxima semana, anunciou o presidente da estrutura, justificando com os compromissos assumidos pelo Ministério da Saúde.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Probido fumar na praia? Não-fumadores aplaudem ideia
    1:33

    País

    O Comissário Europeu da Saúde defende uma proibição total do consumo de tabaco no espaço público. Esta e outras medidas foram defendidas, ontem, na Conferência Tabaco e Saúde da Liga Portuguesa Contra o Cancro. 

  • Visitar o Titanic vai custar 97 mil euros por pessoa

    Mundo

    Uma viagem a bordo do Titanic em 1912 era considerada uma viagem de luxo. Mais de 100 anos depois, continua a ser um luxo visitar o Titanic. Em 2018, vai ser possível conhecer os restos daquele que em tempos foi o maior navio do mundo. Contudo, nem todos vão poder fazê-lo, pois a viagem irá custar cerca de 97 mil euros por pessoa.