sicnot

Perfil

Mundo

Russos presos por cenas de violência no Euro2016 serão deportados em janeiro

© Eric Gaillard / Reuters

Três russos, que foram presos devido aos confrontos com adeptos ingleses antes do jogo entre as duas seleções no Euro2016 de futebol, vão ser libertados e deportados no próximo mês, avançou a agência AFP.

O trio, que pediu liberdade condicional, será libertado a 09 de janeiro e expulso de França sete dias depois, disse hoje à AFP Alexandre Robelet, o advogado de Alexei Yerunov, que inicialmente foi condenado a dois anos de prisão pelos confrontos nas ruas de Marselha, a 11 de junho.

A sentença de Yerunov foi reduzida para 18 meses, após recurso, enquanto Sergei Gorbachev, condenado inicialmente a 18 meses, viu a justiça encurtar a pena para 15 meses. Nikolai Morozov cumpre uma pena de 12 meses.

Os três homens estavam entre os 43 adeptos russos que seguiam num autocarro, mandado parar pela polícia três dias depois dos distúrbios registados antes do encontro da fase de grupos.

20 dos apoiantes russos detidos foram expulsos de França, na sequência dos confrontos que deixaram 35 pessoas feridas, a maioria das quais adeptos franceses.

Seis adeptos ingleses foram condenados a penas de prisão mais curtas por episódios de violência.

Lusa

  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04
  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.