sicnot

Perfil

Mundo

Papa quer leigos e mulheres em postos-chave do Governo da Igreja Católica

O papa Francisco insistiu hoje na necessidade de atribuir postos-chave a mulheres e leigos, de todo o mundo, no âmbito da reforma do Governo da Igreja Católica.

Num discurso aos membros da administração do Vaticano, por ocasião dos cumprimentos de Natal, Francisco advertiu que esta reforma que empreendeu há cerca de quatro anos, sublinhando que "não tem fins estéticos".

A Igreja Católica não deve temer "as rugas", mas sim "as manchas", sublinhou.

Entre os 12 critérios que devem guiar esta reforma, a catolicidade da Igreja - no sentido etimológico da universalidade - pede a promoção de "pessoas vindas de todo o mundo, incluindo diáconos permanentes e fiéis leigos homens e mulheres, em particular nos dicastérios [ministérios] onde podem ser mais competentes" que os padres, afirmou o papa.

"É muito importante valorizar o papel das mulheres e dos leigos na vida da Igreja e a sua integração em papéis motores dos dicastérios", sublinhou.

Até agora, todos os chefes de dicastérios, incluindo as nomeações recentes do papa argentino, são eclesiásticos.

Depois de um balanço de todas as medidas que tomou desde o início do pontificado, Francisco sublinhou a importância desta reforma que implica uma "mudança de mentalidade".

Francisco explicou que a reforma do Governo da Igreja Católica "não tem fins estéticos" e "não pode ser entendida como uma espécie de 'lifting' ou de maquilhagem para embelezar o idoso corpo curial ou como uma operação de cirurgia estética".

"Não são as rugas da Igreja que devem temer, mas sim as manchas", advertiu o papa argentino, garantindo que para concretizar a reforma não basta "mudar as pessoas, os membros da Cúria devem renovar-se espiritualmente, humanamente e profissionalmente".

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.