sicnot

Perfil

Mundo

Papa quer leigos e mulheres em postos-chave do Governo da Igreja Católica

O papa Francisco insistiu hoje na necessidade de atribuir postos-chave a mulheres e leigos, de todo o mundo, no âmbito da reforma do Governo da Igreja Católica.

Num discurso aos membros da administração do Vaticano, por ocasião dos cumprimentos de Natal, Francisco advertiu que esta reforma que empreendeu há cerca de quatro anos, sublinhando que "não tem fins estéticos".

A Igreja Católica não deve temer "as rugas", mas sim "as manchas", sublinhou.

Entre os 12 critérios que devem guiar esta reforma, a catolicidade da Igreja - no sentido etimológico da universalidade - pede a promoção de "pessoas vindas de todo o mundo, incluindo diáconos permanentes e fiéis leigos homens e mulheres, em particular nos dicastérios [ministérios] onde podem ser mais competentes" que os padres, afirmou o papa.

"É muito importante valorizar o papel das mulheres e dos leigos na vida da Igreja e a sua integração em papéis motores dos dicastérios", sublinhou.

Até agora, todos os chefes de dicastérios, incluindo as nomeações recentes do papa argentino, são eclesiásticos.

Depois de um balanço de todas as medidas que tomou desde o início do pontificado, Francisco sublinhou a importância desta reforma que implica uma "mudança de mentalidade".

Francisco explicou que a reforma do Governo da Igreja Católica "não tem fins estéticos" e "não pode ser entendida como uma espécie de 'lifting' ou de maquilhagem para embelezar o idoso corpo curial ou como uma operação de cirurgia estética".

"Não são as rugas da Igreja que devem temer, mas sim as manchas", advertiu o papa argentino, garantindo que para concretizar a reforma não basta "mudar as pessoas, os membros da Cúria devem renovar-se espiritualmente, humanamente e profissionalmente".

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.