sicnot

Perfil

Mundo

Primeira estrada de painéis solares do mundo inaugurada em França

Ministra francesa para a ecologia e desenvolvimento sustentável durante a inauguração

© Benoit Tessier / Reuters

A primeira estrada de painéis solares do mundo foi esta quinta-feira inaugurada na Normandia, noroeste de França, um projeto ainda em fase de testes que poderá no futuro ser reproduzido em outros países.

Os painéis solares fotovoltaicos foram colocados num troço de um quilómetro à saída da pequena cidade de Tourouvre. O objetivo é que estes painéis solares, protegidos por uma camada de resina, produzam energia que permita garantir a iluminação pública de uma cidade de cinco mil habitantes, de acordo com a empresa responsável pelo projeto.

O projeto foi desenvolvido pela sociedade Colas, uma filial do grupo francês Bouygues, em parceria com o centro de investigação público CEA Tech.

Detalhe dos painéis solares que compõem a estrada

Detalhe dos painéis solares que compõem a estrada

© Benoit Tessier / Reuters

Os custos do projeto, na ordem dos cinco milhões de euros, foram cobertos com uma subvenção do Estado francês.

"É uma ideia genial, utilizamos um espaço que é usado para outra coisa e não ocupamos terras agrícolas em países densamente povoados", assegurou a ministra do Ambiente francesa, Ségolène Royal, na inauguração do troço.

O projeto foi testado durante vários meses em outros quatro locais em França, sempre em superfícies menores, como parques de estacionamento ou em frente de edifícios públicos.

A ideia francesa tem suscitado interesse em outros países. Na Holanda, uma ciclovia com painéis solares de 70 metros está a ser testada há dois anos a norte de Amesterdão.

Na Alemanha, esta solução energética está em fase de testes num pequeno troço de 150 metros perto da cidade de Colónia (oeste) e nos Estados Unidos, o estado do Missouri está a trabalhar na instalação de painéis numa pequena área perto da famosa "Route 66", a estrada que atravessa o território norte-americano.

Esta solução apresenta, no entanto, algumas desvantagens. Os painéis utilizados (e a forma como estão dispostos) produzem menos energia do que os painéis solares inclinados e o custo da eletricidade produzida é muito maior do que aquela gerada a partir de painéis solares instalados nos telhados.

Lusa

Ministra francesa para a ecologia e desenvolvimento sustentável durante a inauguração

Ministra francesa para a ecologia e desenvolvimento sustentável durante a inauguração

© Benoit Tessier / Reuters

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • Fim de semana de muito frio e vento forte
    2:08

    País

    Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, vem aí mais frio e as temperaturas mínimas negativas vão regressar a alguns pontos do país. Prevê-se também vento intenso para as próximas 48 horas.

  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC