sicnot

Perfil

Mundo

Batalhão da polícia militar russa enviado para Alepo

Um batalhão da polícia militar russa foi deslocado na noite de quinta-feira para Alepo para garantir a segurança da segunda cidade síria e totalmente controlada pelo exército de Damasco, indicou hoje o ministro da Defesa russa Serguei Shoigu.

"Desde a noite de ontem [quinta-feira], deslocámos um batalhão da polícia militar nos territórios libertados [em Alepo] para manter a ordem", declarou Shoigu, citado num comunicado do Kremlin após uma reunião com o Presidente Vladimir Putin.

O dirigente russo definiu hoje a recuperação de Alepo pelas forças de Damasco como "um passo muito importante" em direção à resolução do conflito, que desde 2011 já provocou mais de 310.000 mortos.

O batalhão russo integra entre 300 e 400 soldados, referiu um responsável do comité para a defesa e segurança do Conselho da Federação (câmara alta do parlamento), Franz Klintsevitch.

"Trata-se de lançar as bases para um serviço de polícia na cidade libertada", afirmou à agência noticiosa Interfax.

O regime sírio anunciou na noite de quinta-feira ter retomado o controlo total de Alepo, na sua mais importante vitória militar face aos rebeldes desde o início da guerra civil em 2011, e possível graças ao apoio dos seus aliados russo, iraniano e das milícias do Hezbollah libanês.

Este anúncio surgiu no final de uma operação de retirada de dezenas de milhares de civis e combatentes, conduzidos para territórios controlados pelos rebeldes.

Este acordo foi patrocinado pela Turquia, principal apoiante dos rebeldes, a Rússia e o Irão, os principais aliados do regime de Bashar al-Assad.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.