sicnot

Perfil

Mundo

Separatistas ucranianos pró russos aceitam cessar-fogo a partir da meia-noite

© Marko Djurica / Reuters

Os separatistas pró russos do leste ucraniano anunciaram esta sexta-feira ter aceitado um novo cessar-fogo proposto pelo Grupo de Contacto, que junta a Ucrânia, a Federação Russa e a Organização para a Cooperação e Segurança na Europa (OSCE).

Reunido esta sexta-feira na capital bielorrussa, Minsk, o grupo apelou a um cessar-fogo a partir da meia-noite (22:00 horas de Lisboa), em razão das festas de fim de ano.

"Uma trégua ilimitada vai entrar em vigor à meia-noite", confirmou hoje um representante dos separatistas de Donetsk, Denis Pouchiline, citado por um sítio de informação pró russo.

Por sua parte, o porta-voz do exército ucraniano, Olexandre Motiouzaniouk, tinha anunciado na véspera o acordo dos militares para o cessar-fogo.

O Presidente ucraniano, Petro Porochenko, felicitou-se com a aceitação pelos separatistas, manifestando a esperança de que o cessar-fogo tenha um caráter "durável".

Disse esperar que "graças a estas medidas, tomadas na véspera das festas de Natal e Ano Novo, o cessar-fogo no leste da Ucrânia tenha um caráter durável".

O Natal ortodoxo é celebrado em 07 de janeiro no território da antiga URSS.

Na quinta-feira, a OSCE tinha alertado para o "aumento da violência" na Ucrânia, perante a multiplicação de ataques mortíferos entre tropas ucranianas e separatistas pró russos e triplicação, segundo observadores, do uso de armas pesadas pelas duas partes do conflito.

A Ucrânia está confrontada com um conflito, que dura há mais de dois anos, entre forças governamentais e separatistas pró russos, que segundo o governo de Kiev e o Ocidente, são apoiados militarmente pela Federação Russa, o que o governo de Moscovo desmente.

Com Lusa

  • Anastasia Deyeva, nova vice-ministra do Interior causa polémica na Ucrânia

    Mundo

    O contexto político na Ucrânia tem sido recheado de controvérsias, a recente nomeação no Governo Kiev está também a gerar polémica. Anastasia Deyeva, de 24 anos, foi escolhida para número dois do Ministério do Interior. Esta é a primeira vez que alguém tão jovem irá ocupar um cargo de tão grande responsabilidade no país. Muito ucranianos alegam também que Anastasia Deyeva não tem as qualificações necessárias para o cargo.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.