sicnot

Perfil

Mundo

Ameaça de tufão nas Filipinas desloca milhares de pessoas

As autoridades filipinas começaram hoje a retirar milhares de pessoas e fecharam dezenas de portos devido à ameaça de que um forte tufão atinja a costa leste do país no dia de Natal, informou a agência France Presse (AFP).

Segundo a AFP, as previsões apontam para que, no domingo, o tufão "Nock-Ten" provoque ventos até cerca de 250 quilómetros por hora quando passar por Catanduanes, uma ilha remota com 250 mil habitantes na região de Bicol.

Na segunda-feira, espera-se que o tufão atinja Luzon, a principal ilha do país, incluindo a capital, Manila.

"A evacuação preventiva está em curso" em Catanduanes e em duas províncias próximas, disse à AFP Rachel Miranda, porta-voz do escritório de defesa civil na região de Bicol.

Os serviços meteorológicos das Filipinas emitiram um alerta devido à perspetiva de se formarem ondas de dois metros potencialmente mortíferas ao longo da costa, bem como para deslizamentos de terra e inundações devido a chuva forte.

Vários navios foram obrigados a permanecer nos portos e uma companhia aérea cancelou 18 voos de Natal de e para os aeroportos de Bicol.

"É triste não poder juntar-me aos meus pais para celebrar o Natal", afirmou Reagan Sumukit, um dos 500 passageiros de um ferry no Porto de Tabaco que ficaram em terra devido à ameaça do tufão.

Entre 15 e 20 tufões atingem todos os anos as Filipinas na época das chuvas, que começa em junho e termina em novembro.

O tufão mais poderoso e mortal que atingiu as Filipinas foi o Haiyan, que deixou 7.350 pessoas mortas ou desaparecidas e destruiu cidades inteiras em áreas densamente povoadas do centro das Filipinas, em novembro de 2013.

Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.