sicnot

Perfil

Mundo

Bomba da II Guerra Mundial obriga 54 mil alemães a saírem de casa

(Arquivo)

© Ina Fassbender / Reuters

Mais de 54.000 pessoas na cidade alemã de Augsburg, são obrigadas a sair das suas casas, no domingo, para as autoridades desativarem uma bomba de 1,8 toneladas da II Grande Guerra (1939-45).

Na área que vai ser selada pelas autoridades, localizam-se, entre outros edifícios, a catedral medieval e a Câmara Municipal, não sendo autorizado qualquer movimento nas ruas próximas, a partir das 08:00 locais de domingo (09:00 em Portugal) e todas as pessoas devem ter deixado as suas casas às 10:00 locais.

A Polícia não informou o tempo exato da operação para desarmadilhar a bomba.

As escolas fora da área selada da cidade, no sul do Estado da Baviera, na região da Suávia, estão a ser abertas para acolher as pessoas que não têm onde ficar.

Estas situações são habituais na Alemanha, no entanto, esta operação envolve mais moradores que uma registada em 2011, na cidade Koblenz, no Estado da Renânia-Palatinado, no centro-este da Alemanha, em que foram retiradas 45.000 pessoas das suas residências.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.