sicnot

Perfil

Mundo

EUA emitem alertas de viagem para o Egito e Jordânia devido a ameaça terrorista

© / Reuters

Os Estados Unidos emitiram, na sexta-feira, alertas de viagem para o Egito e para a Jordânia devido ao risco de ataques terroristas contra turistas e contra pessoal diplomático ou interesses do país.


O departamento de Estado alerta assim aos cidadãos norte-americanos que devem considerar os riscos de viajar para estes países e evitar sobretudo certas zonas onde a ameaça é maior.

No Egito, a delegação diplomática dos Estados Unidos proíbe o seu pessoal de viajar para o Deserto Ocidental, e na península do Sinai para fora do centro turístico balnear de Sharm el-Sheij, pelo que os cidadãos norte-americanos "devem também evitar estas áreas".

Além disso, os diplomatas norte-americanos só podem viajar para Sharm el-Sheij de avião, já que o transporte terrestre de pessoal não é permitido em nenhum local da península.

"O Governo egípcio mantém uma forte presença de segurança nos principais locais turísticos, como Sharm el-Sheij, e em muitos dos templos e locais arqueológicos localizados dentro e em torno do Cairo e do Vale do Nilo. O pessoal pode viajar para essas áreas", indica o alerta norte-americano.

No entanto, adverte que "os ataques terroristas podem ocorrer em qualquer lugar do país".

O alerta explica que há várias organizações extremistas a operar no Egito, incluindo o Estado Islâmico.

Os Estados Unidos alertam também os seus cidadãos e pessoal diplomático sobre viagens à Jordânia, onde também operam organizações terroristas.

"O papel proeminente da Jordânia na coligação contra o Estado Islâmico e as suas fronteiras partilhadas com o Iraque e a Síria aumentam o potencial para futuros incidentes terroristas", indica a nota.

O departamento de Estado aconselha os norte-americanos a evitar as duas fronteiras e proíbe o seu pessoal a fazê-lo sem permissão.

Os diplomatas não podem visitar, nas suas viagens pessoais, nem as áreas fronteiriças nem os campos de refugiados, e o Governo aconselha que os cidadãos também não o façam.


Lusa

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • 245 saltam de ponte de 30m no Brasil para Recorde do Guiness
    1:56
  • Antigos presidentes dos EUA angariam 26 milhões para vítimas dos furacões
    0:58

    Mundo

    Os cinco antigos presidentes dos Estados Unidos da América ainda vivos juntaram-se para ajudar as vítimas dos furacões. Bill Clinton e Barack Obama lembraram as vítimas dos furacões e elogiaram o espírito solidário dos norte-americanos. Os antigos presidentes norte-americanos lançaram o apelo no início do mês passado e já conseguiram angariar cerca de 26 milhões de euros.