sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 100 pessoas resgatadas de teleférico em estância de esqui em Itália

(Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuter

Cerca de 120 pessoas foram este sábado retiradas numa complicada operação de salvamento, depois de terem ficado presas num teleférico na estância de esqui de Cervínia, no vale de Aosta, no norte de Itália, noticiou a comunicação social transalpina.

A avaria foi provocada pelo forte vento, segundo as mesmas fontes, citadas pela agência noticiosa espanhola EFE.

Cerca de 20 cabinas do teleférico ficaram paradas e suspensas com cerca de 120 pessoas, entre elas várias crianças, não tendo sido possível utilizar helicópteros na operação de resgate, devido aos ventos fortes.

A estação de esqui que se localiza entre os 3.000 e os 4.000 metros de altitude, assegurou que as pessoas "não correm perigo".

Os socorristas estão a escalar os pilares que suportam o teleférico e através dos cabos que chegam junto das cabinas, retirando as pessoas que descem até ao solo graças a arneses, numa operação delicada e que deverá prolongar-se por várias horas.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.