sicnot

Perfil

Mundo

54 mil pessoas retiradas de cidade alemã para desativação de bomba da II Guerra

Tobias Hase / AP

Cerca de 54 mil pessoas foram retiradas hoje de Augsburg, no sudoeste da Alemanha, para a desativação de uma bomba de 1,8 toneladas da II Guerra Mundial, na maior operação do género desde 1945.

As forças de segurança tinham dado até às 10:00 locais (09:00 em Lisboa) para que fosse abandonada a zona de perigo, incluindo o centro da cidade e vários edifícios emblemáticos, como a catedral.

Um porta-voz da polícia disse aos jornalistas que "tudo decorre como previsto".

Os trabalhos de desativação da bomba começam ao meio-dia e deverão prolongar-se por quatro horas. A operação conta com o apoio de 900 polícias e centenas de bombeiros.

As autoridades da cidade, com 287 mil habitantes, decidiram que a operação causaria menos transtornos hoje do que num dia de trabalho.

Um porta-voz da cidade reconheceu que a situação é pouco habitual num dia de Natal, mas disse esperar que todos deixem as suas casas voluntariamente, insistindo na "força explosiva" da bomba.

Foram disponibilizadas escolas e outras instalações para acolher as pessoas que não possam ficar com familiares ou amigos.

A bomba, lançada pelos britânicos, foi descoberta por acaso na passada quarta-feira durante umas obras, uma situação que não é inusitada no país, onde 70 anos após o fim da guerra continuam a ser encontradas bombas por explodir, vestígios dos bombardeamentos aliados contra a Alemanha nazi.

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC