sicnot

Perfil

Mundo

Presidente sírio dá condolências a Putin pelas vítimas do acidente do avião Tu-154

O Presidente sírio, Bachar al-Assad, deu hoje as condolências ao homólogo russo, Vladimir Putin, pelas vítimas mortais do acidente do avião Tu-154, que caiu na última madrugada no mar negro com 92 pessoas a bordo e quando se dirigia à Síria.

A agência de notícias oficial síria, SANA, informou que al- Assad enviou uma mensagem a Putin na qual expressou uma "grande tristeza" pelos falecidos, que eram "queridos amigos que estavam a caminho da Síria para partilhar com os sírios a alegria das festas de Natal e pela vitória em Alepo".

O mandatário sublinhou que a "Síria e a Rússia são sócios na luta contra o terrorismo e partilham alegrias e penas", segundo a agência.

Bachar al-Assad também apresentou as condolências às famílias e a todo o povo russo.

No avião acidentado viajavam militares, nove jornalistas russos e 64 membros do coro e conjunto de dança Alexándrov, do Exército russo, que iam participar nas festividades de Ano Novo na base aérea síria de Jmeimim, onde a Rússia tem destacados aviões de guerra.

Entre os passageiros também se encontrava a presidente da fundação "Ajuda Justa", Elizaveta Glinka, uma conhecida filantropa russa que acompanhava um carregamento humanitário destinado a um hospital sírio.

A Rússia intervém no conflito sírio a favor do Governo de Damasco e desde 30 de setembro de 2015 tem levado a cabo uma campanha de bombardeamentos no país árabe.

Esta semana, o presidente sírio agradeceu o apoio russo para a "libertação" da cidade de Alepo (norte).

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.