sicnot

Perfil

Mundo

Presidente sírio dá condolências a Putin pelas vítimas do acidente do avião Tu-154

O Presidente sírio, Bachar al-Assad, deu hoje as condolências ao homólogo russo, Vladimir Putin, pelas vítimas mortais do acidente do avião Tu-154, que caiu na última madrugada no mar negro com 92 pessoas a bordo e quando se dirigia à Síria.

A agência de notícias oficial síria, SANA, informou que al- Assad enviou uma mensagem a Putin na qual expressou uma "grande tristeza" pelos falecidos, que eram "queridos amigos que estavam a caminho da Síria para partilhar com os sírios a alegria das festas de Natal e pela vitória em Alepo".

O mandatário sublinhou que a "Síria e a Rússia são sócios na luta contra o terrorismo e partilham alegrias e penas", segundo a agência.

Bachar al-Assad também apresentou as condolências às famílias e a todo o povo russo.

No avião acidentado viajavam militares, nove jornalistas russos e 64 membros do coro e conjunto de dança Alexándrov, do Exército russo, que iam participar nas festividades de Ano Novo na base aérea síria de Jmeimim, onde a Rússia tem destacados aviões de guerra.

Entre os passageiros também se encontrava a presidente da fundação "Ajuda Justa", Elizaveta Glinka, uma conhecida filantropa russa que acompanhava um carregamento humanitário destinado a um hospital sírio.

A Rússia intervém no conflito sírio a favor do Governo de Damasco e desde 30 de setembro de 2015 tem levado a cabo uma campanha de bombardeamentos no país árabe.

Esta semana, o presidente sírio agradeceu o apoio russo para a "libertação" da cidade de Alepo (norte).

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.