sicnot

Perfil

Mundo

Rainha Isabel II anulou presença na missa de Natal devido a "forte resfriado"

Rainha Isabel II de Inglaterra a 1 de dezembro de 2016

© POOL New / Reuters

A rainha Isabel II de Inglaterra, de 90 anos, anulou hoje, pela primeira vez em 30 anos, a presença na missa de Natal devido a um "forte resfriado", anunciou o Palácio de Buckingham.

"Sua Majestade a rainha não assistirá à missa na Igreja de Sandringham esta manhã. A rainha continua a restabelecer-se de um forte resfriado", indica o Palácio num comunicado.

A monarca, que festejou em abril os seus 90 anos, permanecerá na residência de Sandringham (leste de Inglaterra), onde a família real celebra tradicionalmente as festas de fim de ano.

"Sua majestade participará nas celebrações de Natal da família real durante o dia", precisa o comunicado.

No início da semana, a rainha e o marido, príncipe Filipe, de 95 anos, já tinham atrasado um dia a partida para Sandringham, devido ao resfriado.

Isabel II honra todos os anos centenas de compromissos e é raro anular deslocações por razões de saúde.

Em 2014, Isabel II assegurou 393 compromissos oficiais e 341 em 2015, segundo os 'media' britânicos.

A tradicional mensagem de Natal da rainha será difundida como previsto às 15:00 (mesma hora em Lisboa) pela televisão e rádio britânica.

Lusa

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Trump e os jornalistas: uma relação (su)rreal
    2:08
  • Novo campo de refugiados construído em Mossul

    Mundo

    Um novo campo de refugiados foi construído em Mossul, no Iraque. Com cerca de 4 mil tendas, foi construído durante 45 dias para albergar os deslocados que se prevê que aumentem com a atual ofensiva militar na zona ocidental da cidade.