sicnot

Perfil

Mundo

Presidente checo reitera recusa em acolher "migrantes muçulmanos"

© Rafael Marchante / Reuters

O Presidente checo, Milos Zeman, reiterou na sua mensagem de Natal difundida esta segunda-feira a sua recusa em acolher "migrantes muçulmanos" na República Checa e acusou a liderança da UE de "impotência e burocracia".

"Acolher migrantes muçulmanos, difíceis de integrar no nosso território, significaria criar um caldo de cultura (suscetível de provocar) eventuais ataques terroristas", afirmou Zeman na sua mensagem difundida por diversas cadeias televisivas.

"Hoje quase ninguém duvida de uma ligação entre a vaga migratória e os ataques terroristas", acrescentou Zeman, eleito para a chefia do Estado no início de 2013.

"Por esse motivo oponho-me à ideia pela qual seria bom acolher nos próximos dois anos no nosso território cerca de 6.200 migrantes através de uma designada base voluntária, que é quase o mesmo que quotas obrigatórias", acrescentou.

Zeman pronunciou-se antes por uma "ajuda aos migrantes no seu país de origem ou em países vizinhos", e ainda por um apoio à Itália e Grécia, países "que enfrentam a vaga migratória".

Na sua mensagem natalícia, o chefe de Estado checo também não deixou de fustigar a "atual direção da União Europeia (UE)", nomeadamente sobre a saída do Reino Unido da UE.

"A maior parte da responsabilidade (do Brexit) incumbe à atual direção da UE que é absolutamente impotente e burocrática, que está na origem do afastamento dos cidadãos das instituições da UE e que inclusive é incapaz de garantir uma tarefa fundamental, que é a sua, a proteção da fronteira exterior da UE", assinalou ainda o Presidente checo.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.