sicnot

Perfil

Mundo

Recessão e divergências políticas provocam remodelação governamental na Argentina

© Agustin Marcarian / Reuters

O governo da Argentina anunciou esta segunda-feira a nomeação de uma nova equipa para a área das Finanças e Orçamento, para travar a recessão que afeta a terceira maior economia da América Latina e ultrapassar divergências políticas.

Na tutela da área económica desde a chegada ao poder do Presidente argentino, Mauricio Macri (centro-direita), em dezembro de 2015, o ministro das Finanças e do Orçamento, Alfonso Prat-Gay, viu-se forçado a deixar o cargo devido a divergências políticas.

"O Presidente pediu-lhe que se demitisse. É uma questão de divergências políticas", declarou o chefe do governo argentino, Marcos Peña, durante uma conferência de imprensa.

Alfonso Prat-Gay entrou em rutura com o presidente do Banco Central argentino, Federico Sturzenegger, a quem pediu para baixar as taxas de juros de forma a reativar a economia, numa altura em que a autoridade monetária mantém taxas elevadas para tentar conter a inflação.

Nicolas Dujovne, um reconhecido economista que recusou integrar o executivo há cerca de um ano, é apontado como o novo ministro das Finanças argentino.

Luis Caputo, até agora secretário para o Orçamento, deverá ser o ministro do Orçamento.

Desde o início do mandato de Macri, a dívida argentina passou de 42% para 53% do Produto Interno Bruto (PIB).

A recessão afeta todos os sectores da economia argentina, à exceção da agricultura.

Durante este ano, a Argentina iniciou reformas económicas, elogiadas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), mas severas para a população em geral. No corrente ano, a taxa de inflação superou os 40%.

Para 2017, o governo de Buenos Aires prevê um crescimento anual na ordem dos 3%, mas os sinais de recuperação tardam a manifestar-se.

Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.