sicnot

Perfil

Mundo

Polícia alemã interroga sete suspeitos de deitar fogo a sem-abrigo em Berlim

© Yuriko Nakao / Reuters

A polícia alemã anunciou esta terça-feira estar a interrogar sete rapazes suspeitos de deitarem fogo a um sem-abrigo numa estação de metro de Berlim durante o Natal.

Seis dos sete suspeitos entregaram-se na segunda-feira à noite e o sétimo foi detido depois das autoridades divulgarem imagens deles de câmaras de vigilância num comboio. Os jovens têm entre 15 e 21 anos, adiantou a polícia.

O sem-abrigo de 37 anos estava a dormir na estação Schoenleinstrasse quando lhe foi lançado fogo cerca das 02:00 de domingo (01:00 em Lisboa). Vários passageiros apagaram o papel que usava para se cobrir e um motorista do metro utilizou um extintor para evitar que as chamas se espalhassem. O homem não ficou ferido.

A polícia está a investigar por suspeita de tentativa de homicídio.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC