sicnot

Perfil

Mundo

Thomas Bossert será conselheiro de Trump para segurança e antiterrorismo

Andrew Harnik

O Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, divulgou esta terça-feira a escolha de Thomas Bossert, um antigo elemento da equipa do ex-Presidente George W. Bush, para conselheiro em matérias de segurança nacional, antiterrorismo e cibersegurança.

"Tom (Bossert) traz para a nossa equipa da Casa Branca uma enorme profundidade e uma grande extensão de conhecimento e de experiência para a proteção da nossa pátria", destacou Trump.

Para o Presidente eleito, o novo conselheiro será um "ativo inestimável" para a nova administração norte-americana porque conhece a "complexidade dos desafios da segurança nacional, da luta antiterrorista e da cibersegurança".

Thomas Bossert aceitou o convite de Trump e agradeceu ao magnata nova-iorquino a "fé" que depositou na sua pessoa e a "oportunidade" de servir num cargo que exige uma grande confiança pública.

"Espero trabalhar em estreita colaboração com o general Michael Flynn (escolhido para ser o principal conselheiro para a segurança nacional) para juntos ajudarmos o Presidente eleito a promover os interesses dos Estados Unidos e dos seus aliados", afirmou Bossert, que já assumiu no passado uma posição similar na Casa Branca.

O novo elemento da equipa de Trump foi assessor para a segurança interna durante a administração do também republicano George W. Bush (2001-2009). Na altura, Thomas Bossert assessorou Bush "em questões de segurança nacional, antiterrorismo, cibersegurança e continuidade de operações".

Entre outras iniciativas, Bossert liderou "os esforços para melhorar as operações civis do governo" e foi coautor e redator em 2007 da Estratégia Nacional para a Segurança Nacional, bem como foi responsável pelo relatório sobre a eficácia do programa governamental de reação ao furação Katrina, que devastou a zona de Nova Orleães em 2005.

Também esteve envolvido no desenvolvimento de estratégias para a cibersegurança nos Estados Unidos.

Desde 2009, Thomas Bossert, que estudou Direito na Universidade George Washington e Administração Empresarial na Universidade de Pittsburgh, lançou uma consultora especializada na área da segurança nacional e integrou o Conselho do Atlântico, organização criada em 1961 para promover uma aproximação entre a Europa e os Estados Unidos da América.

Lusa

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23

    Mundo

    Cerca de 1.4 milhões de crianças estão em risco iminente de morrer à fome. Deste modo, a UNICEF faz um apelo urgente de cerca de 230 milhões de euros para levar nos próximos meses comida, água e serviços médicos a estas crianças. As imagens desta reportagem podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35
  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32
  • Homem que esfaqueou mulher em Esmoriz é acusado de homicídio qualificado
    1:24

    País

    O homem que no sábado esfaqueou a mulher em Esmoriz está acusado de homicídio qualificado. O arguido de 50 anos foi ouvido esta segunda-feira pelo juiz de instrução e ficou em prisão preventiva, uma medida fundamentada pelo perigo de fuga e de alarme. O homem remeteu-se ao silêncio durante o interrogatório, no Tribunal de Aveiro.

  • Homem condenado a oito anos e meio por abuso sexual da mãe
    1:10

    País

    O Tribunal de Coimbra condenou esta segunda-feira um homem de 53 anos a oito anos e meio de prisão por abuso sexual da mãe e ainda por crimes de roubo e coação. A mãe, de 70 anos, sofria de problemas nervosos e consumia bebidas alcoólicas com frequência, tendo sido vítima de abuso sexual por parte do filho enquanto dormia. Os crimes cometidos remetem para o início de 2016, depois do homem já ter cumprido outras penas de prisão em Espanha.

  • Jovem de 21 anos morre colhida por comboio na linha da Beira Baixa
    0:43

    País

    Uma jovem de 21 anos morreu esta segunda-feira ao ser atropelada pelo comboio Intercidades à saída da estação de Castelo Branco, na linha da Beira Baixa. A vítima foi colhida pelo comboio que seguia no sentido Lisboa-Covilhã ao atravessar a linha de caminho de ferro. Este é um local onde não existe passagem de nível, mas habitualmente muitas pessoas arriscam fazer a travessia da linha.

  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.