sicnot

Perfil

Mundo

Jornalista angolano acusado de injúria

O jornalista angolano Rafael Marques foi acusado de injúria e foi ouvido esta terça-feira no Departamento de Crimes Seletivos dos Serviços de Investigação Criminal de Angola.

Em causa, está a denúncia feita pelo ativista sobre os negócios, alegadamente envoltos em corrupção, do Procurador Geral da República angolano, o general João Maria de Sousa.

Contactado pela SIC, Rafael Marques afirma que o Estado angolano vendeu um terreno ao Procurador, no Kwanza Sul, situado a 300 kms de Luanda.

De acordo com o jornalista, o contrato mostra que o terreno vai ser usado para construir um condominio privado, facto que para Rafael Marques vai contra a Constituição angolana, que proíbe que os magistrados de estabelecerem negócios com o Estado que tenham como objetivo fins lucrativos.

Também em Angola, o jornal detido pelo Estado publicou esta semana um editorial em que acusa as elites portuguesas de tratarem os angolanos como escravos, depois de no parlamento português uma deputada do PS, em nome individual, ter defendido o ativista luso angolano Luaty Beirão.

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.