sicnot

Perfil

Mundo

Jornalista angolano acusado de injúria

O jornalista angolano Rafael Marques foi acusado de injúria e foi ouvido esta terça-feira no Departamento de Crimes Seletivos dos Serviços de Investigação Criminal de Angola.

Em causa, está a denúncia feita pelo ativista sobre os negócios, alegadamente envoltos em corrupção, do Procurador Geral da República angolano, o general João Maria de Sousa.

Contactado pela SIC, Rafael Marques afirma que o Estado angolano vendeu um terreno ao Procurador, no Kwanza Sul, situado a 300 kms de Luanda.

De acordo com o jornalista, o contrato mostra que o terreno vai ser usado para construir um condominio privado, facto que para Rafael Marques vai contra a Constituição angolana, que proíbe que os magistrados de estabelecerem negócios com o Estado que tenham como objetivo fins lucrativos.

Também em Angola, o jornal detido pelo Estado publicou esta semana um editorial em que acusa as elites portuguesas de tratarem os angolanos como escravos, depois de no parlamento português uma deputada do PS, em nome individual, ter defendido o ativista luso angolano Luaty Beirão.

  • O dia em que o Brexit começa
    1:25

    Brexit

    A primeira-ministra britânica já assinou a carta que vai enviar ao Conselho Europeu para formalizar a vontade do Reino Unido de sair da União Europeia. O artigo 50.º do Tratado de Lisboa será ativado nas próximas horas. Na véspera, Theresa May recebeu da Escócia um novo contratempo político.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Governo vai dar mais meios à investigação criminal
    2:34

    País

    A ministra da Justiça garante que o Governo vai dar mais meios à investigação criminal, mas assegura que não vai mexer nos prazos dos inquéritos. A questão tem sido insistentemente levantada pela defesa de José Sócrates, que se queixa de que a Operação Marquês já ultrapassou todos os prazos.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.