sicnot

Perfil

Mundo

Recuperada segunda caixa negra do avião russo despenhado no Mar Negro

© Maxim Shemetov / Reuters

Equipas de busca russas encontraram esta quarta-feira a segunda caixa negra do avião militar que se despenhou no Mar Negro, provocando a morte das 92 pessoas a bordo, anunciou o Ministério da Defesa da Rússia.

A primeira - e principal - caixa negra do TU-154 da força aérea russa tinha sido já encontrada na passada terça-feira e os especialistas começaram já a analisá-la para determinar a causa do acidente.

O avião despenhou-se no mar no domingo, dois minutos depois de descolar, com boas condições climatéricas, da cidade costeira russa de Sochi.

Transportava os 64 membros do coro Alexandrov Ensemble, mundialmente conhecido como Coro do Exército Vermelho, para um concerto de ano novo numa base militar russa na Síria.

O Ministério russo da Defesa anunciou que 15 corpos e 239 fragmentos de corpos foram recolhidos no mar local do acidente.

A operação de buscas envolveram até agora 3.600 pessoas, incluindo 200 mergulhadores da marinha russa, provenientes de todo o país, que têm sido auxiliadas por drones e submersíveis.

Os investigadores estão a tentar determinar se o acidente foi provocado por erro humano, falha no equipamento, mau combustível ou objetos presos nos motores.

O diário russo Komsomolskaya Pravda e a publicação online Live.ru, citados pela agência Associated Press, publicaram o que descreveram como uma transcrição de uma conversação no cockpit, em que o co-piloto alerta para um problema nos flaps das asas do aparelho e depois grita: "comandante, estamos a cair!".

Outro diário russo, o Kommersant, informou também que os investigadores acreditam que o acidente foi causado por uma combinação de um mau funcionamento dos flaps e um erro do piloto, que levou à perda de velocidade do avião e à sua precipitação.

Os flaps são painéis instalados nas extremidades das asas, responsáveis por fazer levantar ou baixar a aeronave.

O Serviço de Informações russo, FSB, tem até agora dito que não foram encontradas "nenhumas indicações ou factos que apontem para a possibilidade de um ataque terrorista ou um ato de sabotagem" ter provocado a queda do aparelho.

Lusa

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.