sicnot

Perfil

Mundo

Réplica do bunker de Adolf Hitler é um sucesso

O que é suposto fazer aos edifícios associados à vida e à morte de Adolf Hitler? Na Áustria, poderão ser destruídos, mas na Alemanha acontece algo bastante diferente.

Berlin Story Bunker

Após décadas de indecisão, o Governo austríaco está a planear demolir ou remodelar drasticamente a casa onde Hitler nasceu, de modo a que o edifício não se torne num "santuário" para os neonazis.

Já na Alemanha, mais propriamente em Berlim, a história é diferente. A maior parte dos marcos históricos da Era Nazi na capital alemã foram demolidos ao longo dos tempos. Contudo, uma empresa recriou agora um destes monumentos para atração de turistas: o bunker onde Hitler se suicidou, em 1945.

Bunker visto de fora, Berlin

Bunker visto de fora, Berlin

Berlin Story Bunker

O novo abrigo foi construído pelo Museu Historiale Berlin a quase dois quilómetros do original. O Historiale está também encarregue do Museu de História de Berlim e, um dos seus historiadores, Wieland Giebel, disse ao New York Times que a construção do bunker tinha como objetivo mostrar aos turistas o passado da cidade.

A empresa encarregue da construção atraiu alguma publicidade ao convidar dezenas de correspondentes estrangeiros para uma visita de abertura, no outono. Depois desta tour inicial, abriu as portas ao público geral, com duas visitas por dia.

Segundo Giebel, cada visita atrai normalmente 30 pessoas, que pagam 12 euros para conhecer o bunker.

Berlin Story Bunker

Assim como o museu, as visitas ao bunker parecem chegar a um resultado que os especialistas reconhecem: Hitler vende. "Claro que vende, isso é claro", disse Stefanie Endlich, uma professora na Universidade de Artes de Berlim e especialistas na arte Nazi. "Mas todas estas lembranças do Socialismo Nacional são um pouco perturbadoras".

Berlin Story Bunker

Já o porta-voz do Centro da Topografia do Terror em Berlim também tem uma palavra a dar sobre o interesse pela história nazi. Kay-Uwe von Damaros estima que, por ano, mais de um milhão de pessoas visitam a exposição da Topografia do Terror. "Isto mostra que o interesse pela história continua a ser muito grande", ele admitiu. "É também a prova que a qualidade é certa."

  • Cápsula do tempo nazi encontrada depois de 82 anos soterrada

    Mundo

    Uma cápsula do tempo com documentos nazis foi encontrada na Polónia, depois de 82 anos soterrada. O recipiente - preparado para armazenar objetos/informações com o intuito de serem encontrados pelas gerações futuras - foi encontrado por uma equipa de arqueólogos na cidade polaca de Złocieniec. A cápsula começou a ser procurada na década de 70, na altura, por militares da antiga União Soviética.

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC