sicnot

Perfil

Mundo

Rússia vai expulsar 35 diplomatas norte-americanos

Em atualização

Embaixada dos Estados Unidos em Moscovo.

YURI KOCHETKOV/ EPA

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, anunciou hoje a expulsão de 35 diplomatas norte-americanos, em resposta às sanções de Washington.

O Presidente norte-americano anunciou esta quinta-feira sanções contra a Rússia após a sua ingerência nas eleições presidenciais dos EUA, como a expulsão de 35 agentes dos serviços secretos e o encerramento de delegações russas no seu território.

Sergei Lavrov esclareceu hoje que a ordem de expulsão dos diplomatas dos EUA foi indicada ao Presidente Vladimir Putin.

A Rússia nega as acusações da Administração de Barack Obama e considera as sanções norte-americanas "infundadas".

"Ordenei uma série de medidas em resposta ao agressivo ataque do Governo russo contra autoridades norte-americanas e a operações informáticas para interferir nas eleições nos Estados Unidos", disse Barack Obama, em comunicado.

O Presidente eleito dos EUA, Donald Trump, que vai assumir o poder a 20 de janeiro, reagiu de imediato às sanções anunciadas por Obama, que acusa o Governo russo de intervir nas eleições presidenciais norte-americanas com ataques informáticos destinados a prejudicar a candidata democrata, Hillary Clinton.

"Está na altura do nosso país avançar para coisas maiores e melhores. No entanto, no interesse do nosso país e da sua boa gente, vou reunir-me com os líderes dos serviços de informação na próxima semana para que me atualizem sobre a situação", afirmou em comunicado, Donald Trump.

  • 10 feridos ligeiros em naufrágio de embarcação em Cascais

    País

    A embarcação de recreio com 10 pessoas a bordo naufragou ao largo da Parede, na linha de Cascais. Todos os tripulantes foram já resgatados pelas autoridades marítimas e bombeiros e apresentam escoriações ligeiras e sinais de hipotermia.

    Em atualização