sicnot

Perfil

Mundo

Rússia vai expulsar 35 diplomatas norte-americanos

Em atualização

Embaixada dos Estados Unidos em Moscovo.

YURI KOCHETKOV/ EPA

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, anunciou hoje a expulsão de 35 diplomatas norte-americanos, em resposta às sanções de Washington.

O Presidente norte-americano anunciou esta quinta-feira sanções contra a Rússia após a sua ingerência nas eleições presidenciais dos EUA, como a expulsão de 35 agentes dos serviços secretos e o encerramento de delegações russas no seu território.

Sergei Lavrov esclareceu hoje que a ordem de expulsão dos diplomatas dos EUA foi indicada ao Presidente Vladimir Putin.

A Rússia nega as acusações da Administração de Barack Obama e considera as sanções norte-americanas "infundadas".

"Ordenei uma série de medidas em resposta ao agressivo ataque do Governo russo contra autoridades norte-americanas e a operações informáticas para interferir nas eleições nos Estados Unidos", disse Barack Obama, em comunicado.

O Presidente eleito dos EUA, Donald Trump, que vai assumir o poder a 20 de janeiro, reagiu de imediato às sanções anunciadas por Obama, que acusa o Governo russo de intervir nas eleições presidenciais norte-americanas com ataques informáticos destinados a prejudicar a candidata democrata, Hillary Clinton.

"Está na altura do nosso país avançar para coisas maiores e melhores. No entanto, no interesse do nosso país e da sua boa gente, vou reunir-me com os líderes dos serviços de informação na próxima semana para que me atualizem sobre a situação", afirmou em comunicado, Donald Trump.

  • O dia em que o Brexit começa
    1:25

    Brexit

    A primeira-ministra britânica já assinou a carta que vai enviar ao Conselho Europeu para formalizar a vontade do Reino Unido de sair da União Europeia. O artigo 50.º do Tratado de Lisboa será ativado nas próximas horas. Na véspera, Theresa May recebeu da Escócia um novo contratempo político.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Governo vai dar mais meios à investigação criminal
    2:34

    País

    A ministra da Justiça garante que o Governo vai dar mais meios à investigação criminal, mas assegura que não vai mexer nos prazos dos inquéritos. A questão tem sido insistentemente levantada pela defesa de José Sócrates, que se queixa de que a Operação Marquês já ultrapassou todos os prazos.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.