sicnot

Perfil

Mundo

Israel e Rússia discutem coordenação militar na Síria

© Abdalrhman Ismail / Reuters

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, discutiram este sábado a continuação da sua coordenação militar na Síria.

A conversa telefónica, divulgada pelo gabinete de Netanyahu, aconteceu antes de o Conselho de Segurança das Nações Unidas ter adotado por unanimidade uma resolução a apoiar a iniciativa da Rússia e da Turquia de um cessar-fogo na Síria.

O cessar-fogo na Síria está em vigor desde as 22:00 GMT de quinta-feira (a mesma hora em Lisboa) e foi aceite tanto pelo exército sírio como pelos rebeldes e grupos da oposição.

Segundo o gabinete do chefe de Governo de Israel, Netanyahu falou "com o Presidente russo sobre os desenvolvimentos na região, principalmente na Síria", o que considera que prova a continuação da coordenação entre os dois países no conflito daquele país.

Durante uma visita a Moscovo, em 21 de abril, Netanyahu tinha discutido com o Presidente Putin a coordenação militar entre os dois países destinada a prevenir conflitos entre aviões israelitas e russos no espaço aéreo sírio.

Em junho, o primeiro-ministro de Israel voltou à capital russa para discutir "a aplicação destes acordos", indicou ainda o seu gabinete.

A Rússia tem apoiado militarmente o regime de Bashar al-Assad, em particular com ataques aéreos contra os grupos armados que lutam contra as forças governamentais.

Lusa

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.