sicnot

Perfil

Mundo

Mulher do embaixador morto no Brasil detida por suspeita de cumplicidade

A mulher do embaixador grego no Brasil encontrado morto na quinta-feira foi hoje detida, assim como um polícia com quem mantinha uma relação extraconjugal, por suspeita de autoria do homicídio, informou a polícia.

O diplomata, Kyriakos Amiridis, foi encontrado morto dentro de um automóvel calcinado perto do Rio de Janeiro e a polícia deteve três pessoas suspeitas de envolvimento, entre elas a mulher e um agente da polícia militar.

O delegado policial Evaristo Magalhães afirmou, em conferência de imprensa, que se tratou de um "crime passional".

"Ela teria planeado, juntamente com o polícia militar, toda a organização do crime", disse.

Os três suspeitos estão em prisão preventiva por 30 dias, prorrogáveis por mais 30.

Segundo as primeiras investigações, o polícia Sérgio Gomes Moreira foi o autor material do crime e contou com a ajuda de um primo para se desfazer do corpo, encontrado "completamente carbonizado" dentro do veículo.

A causa de morte não foi ainda estabelecida, aguardando-se o resultado da autópsia.

O primo do polícia implicado, detido e colocado em prisão preventiva, confessou à polícia que a mulher, a brasileira Françoise Amiridis, o contratou e lhe "ofereceu pessoalmente 80.000 reais (23.300 euros)".

O delegado policial indicou que foi a própria mulher, acompanhada do advogado, que participou o desaparecimento do marido, de 59 anos.

As câmaras de segurança da zona e as sucessivas contradições das declarações da mulher ajudaram as autoridades a afastar a hipótese de sequestro e a começar a trabalhar na de homicídio.

Kyriakos amiridis foi cônsul da Grécia no Rio de Janeiro entre 2001 e 2004 e foi promovido a embaixador em Brasília no princípio de 2016.

Lusa

  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.