sicnot

Perfil

Mundo

Piratas informáticos russos acederam à rede elétrica dos EUA

Piratas informáticos alegadamente ligados ao Governo russo acederam à rede elétrica dos Estados Unidos sem, no entanto, terem provocado interrupções no fornecimento de energia, noticiou este sábado o jornal The Washtington Post.

O jornal cita funcionários governamentais norte-americanos, não identificados, que afirmam que o alvo do ataque informático foi uma das empresas de fornecimento de eletricidade do estado do Vermont.

"O acesso pode ter tido como objetivo a interrupção do serviço [que não chegaram a provocar] ou provar até que ponto os russos conseguem entrar na rede", escreve o The Washington Post, citando as mesmas fontes

Os Estados Unidos têm acusado o Governo russo de estar por trás de ataques informáticos ao Partido Democrata durante a campanha para as presidenciais norte-americanas de novembro com o objetivo de favorecer o candidato republicano, Donald Trump, que venceu as eleições.

Na quinta-feira, o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que termina o mandato em janeiro, decretou sanções económicas à Rússia por causa dessa alegada tentativa de ingerência nas eleições e determinou a expulsão de 35 diplomatas russos do país.

A empresa pública Burlington Electric, com sede em Burlington, a maior cidade do estado do Vermont, admitiu entretanto o ataque, mas diz que os piratas informáticos não chegaram a aceder à rede.

A Burlington Electric diz, num comunicado, que as empresas de fornecimento de energia norte-americanas foram alertadas pelo Departamento de Segurança Nacional dos EUA para um código de um 'software' malicioso que foi detetado num computador portátil da empresa que "não estava ligado à rede" da companhia.

O computador foi isolado e as autoridades federais foram alertadas, segundo o mesmo comunicado.

Lusa

  • Porta-voz do MNE da Rússia diz que medidas de Obama servem para desunir
    1:19

    Mundo

    As reações à decisão de Vladimir Putin sobre as sanções dos EUA à Rússia já se começam a ouvir. A porta voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros disse que a decisão teve em conta os sentimentos dos americanos. Maria Zakharova sublinhou ainda que as medidas de Obama servem para desunir os povos numa época que devia ser de celebração e união com a chegada do novo ano.

  • Putin recusa expulsar diplomatas dos EUA e aguarda pela posse de Trump
    2:16

    Mundo

    A Rússia não vai expulsar nenhum diplomata dos Estados Unidos, em retaliação pela expulsão de 35 russos por alegada interferência nas presidenciais norte-americanas. A sugestão chegou a ser feita pelo chefe da diplomacia russa, mas foi recusada por Vladimir Putin, que prefere esperar pela posse de Donald Trump.

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.