sicnot

Perfil

Mundo

Letreiro de Hollywood vandalizado

Letreiro de Hollywood vandalizado

Uma brincadeira trocou este domingo o icónico símbolo de Hollywood, colocando o cartaz do Parque Griffith a dizer 'Hollyweed', numa referência à legalização do uso recreativo de marijuana na Califórnia, aprovada em referendo em novembro.

A polícia estava a tentar descobrir a identidade do homem que, vestido todo de preto, foi apanhado pelas câmaras de segurança a pendurar dois panos por cima das letras 'O', transformando-as em 'E', e assim criando a palavra Hollyweed, que contém 'weed', a designação popular para erva.

A brincadeira pode ter sido uma 'piscadela de olho' aos eleitores da Califórnia, que em novembro aprovaram a Proposta 64, que legalizou o uso da marijuana para fins recreativos, escreveu a agência de notícias espanhola Efe.

Esta droga leve, aliás, pode agora ser consumida em toda a costa leste dos Estados Unidos, no seguimento de um conjunto de alterações à lei, que agora permite a utilização desta droga.

As fotografias rapidamente se espalharam pelas redes sociais durante a tarde, antes de as autoridades tirarem os panos e o cartaz voltar a dizer 'Hollywood'.

A brincadeira, apesar de mediática, não é exatamente original, já que há exatamente quarenta anos, um estudante universitário alterou o cartaz exatamente da mesma maneira.

Com Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.