sicnot

Perfil

Mundo

Abatidas mais de 30 milhões de aves na Coreia do Sul devido à gripe aviária em 50 dias

O número de pessoas mortas na China pelo vírus da gripe aviária H7N9 subiu para seis. Há, ainda, 14 pessoas infetadas com a doença, revelaram os meios de comunicação oficiais, a 5 de abril de 2013.

© Stringer China / Reuters

Mais de 30 milhões de galinhas e patos foram abatidos na Coreia do Sul em menos de 50 dias devido a uma estirpe altamente patogénica da gripe aviária que se espalhou rapidamente pelo país, informou a agência Yonhap.

Desde que foi reportado o primeiro caso no sudoeste do país, a 16 de novembro, foram abatidas 30,33 milhões de aves, um número que representa quase 20% dos 165,2 milhões de aves criadas em todo o país.

O primeiro-ministro e presidente em exercício da Coreia do Sul, Hwang Kyo-ahn, afirmou esta terça-feira que o surto de gripe aviária se encontra quase controlado.

"O número de casos suspeitos de gripe aviária reduziu-se a um ou dois por dia, o que indica que o contágio está sob controlo", disse em conferência de imprensa.

Hwang Kyo-ahn advertiu, no entanto, para a necessidade de manter as medidas de controlo, até que seja declarado o fim do surto.

"Para dar por terminado o surto, devemos manter as minuciosas atividades preventivas de quarentena, como o reforço dos protocolos de vigilância, o cumprimento das normativas de quarentena, a zelosa supervisão das zonas afetadas", entre outras, afirmou, em declarações reproduzidas pela agência Yonhap.

Trata-se do maior surto de gripe aviária dos últimos anos na Coreia do Sul.

Em 2014, foram sacrificadas mais de 14 milhões de aves.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    1:41
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • A SIC visitou os bastidores do Santuário de Fátima
    7:43
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52