sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro bispo católico indiciado por pedofilia nos EUA morreu aos 83 anos

O primeiro bispo católico nos Estados Unidos a ser envolvido numa acusação de abuso sexual, Thomas Dupre, morreu aos 83 anos, anunciou esta terça-feira a diocese de Springfield.

O bispo morreu na sexta-feira e não foi revelada a causa da morte.

Thomas Dupre tornou-se bispo nos anos 1990 e citou razões de saúde para justificar a reforma em 2004.

Meses mais tarde foi indiciado por acusações de ter violado dois rapazes nos anos 1970, mas o caso acabou por ser arquivado por os alegados crimes já terem prescrito.

Antes de Dupre se ter tornado bispo tinha sido assistente do bispo Joseph Maguire, que liderou a mesma diocese entre 1977 e 1992 e enfrentou alegações já durante a reforma de ter encoberto abusos sexuais por parte de membros do clero.

Em 2008, um homem alegou que um padre o molestou nos anos 1980 numa paróquia em Williamstown quando era adolescente. O homem disse que Maguire e Dupre sabiam que o padre tinha abusado de outros rapazes, mas designaram-no na mesma para a igreja.

Dupre retirou-se em 2006. Maguire morreu em 2014, aos 95 anos.

Lusa

  • "O PSD não é o bombeiro de serviço desta geringonça"
    1:09

    TSU

    O líder da bancada social-democrata avisa os partidos da esquerda para que tenham o caso da TSU como exemplo e não voltem a usar o PSD como muleta em situações em que não estejam de acordo com o Governo, como pode vir a acontecer com as PPP no setor da saúde. Luís Montenegro foi entrevistado esta manhã na SIC Notícias.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.